Lance

Lance


Palmeiras e Ponte Preta
Fabio Menotti
Palmeiras e Ponte Preta

Após o Corinthians garantir a classificação contra o Mirassol , o Palmeiras venceu a Ponte Preta por 1 a 0 neste domingo, às 19h, no jogo único da semifinal do Campeonato Paulista e enfrentará o alvinegro na decisão do torneio.

Depois de belo jogo e com grandes oportunidades devido a um meio de campo mais dinâmico, o alviverde venceu a Macaca com gol de Patrick de Paula, no final do primeiro tempo.



O Palmeiras fez um bom primeiro tempo, com destaque para os volantes Patrick de Paula, Gabriel Menino e Ramires. Rony também movimentou-se mais e, do outro lado, o goleiro Ivan realizou boas defesas. Já na etapa complementar, a Macaca buscou mais o empate, dando certas aberturas para que o alviverde tentasse sacramentar a vitória - o jovem arqueiro mais uma vez precisou trabalhar. Ainda assim, o placar foi mantido.

Agora, o Palmeiras volta as atenções para as duas partidas da final contra o Corinthians, que acontecem na quarta-feira (5) e no sábado (8), primeiro fora de casa e depois em sua arena, sem torcida. Palmeiras e Corinthians voltam a se encontrar em uma decisão depois de apenas dois anos, quando o alvinegro venceu a final em 2018.

Gabriel Menino dá o tom do primeiro tempo
O Palmeiras começou o primeiro tempo levando um susto, já que, após uma cobrança de lateral, Bruno Rodrigues recebeu sozinho e, não fosse o braço que dominou a bola, seria a abertura do placar. Depois disso, porém, os donos da casa avançaram com Rony em duas oportunidades pelo lado esquerdo, ambas após passe de Gabriel Menino. O atacante foi mais acionado do que nas outras partidas e, em uma das chances, quase chegou a marcar.

Após o começo eletrizante, até os dez minutos, o Palmeiras dominou a posse de bola. Menino, destaque até então, deu passe açucarado para Willian aos 16 minutos, mas foi travado por Apodi. Na cobrança de escanteio, Gustavo Gómez explodiu a bola na trave.

A partida seguiu em ritmo forte por toda a primeira etapa, mas com mais chances para o alviverde. Aos 30 minutos, após erro de Apodi dentro da área, Willian recebeu de Luiz Adriano e obrigou Ivan a se esticar para fazer bela defesa. A Ponte teve uma nova chance aos 36 com Bruno Rodrigues, mas a bola foi por cima do gol de Weverton.

O gol finalmente chegou aos 45 minutos. Ramires lançou a bola para o campo de ataque, a bola rebateu em Apodi e sobrou para Patrick de Paula, que encheu o pé e encontrou, no caminho, Wellington Carvalho. A bola desviou e estufou as redes. A Ponte respondeu em seguida, mas Diogo Barbosa tirou no momento certo.

Cautela e tentativas de contra-ataque
A etapa complementar começou cautelosa, mas logo a Ponte Preta criou chances para tentar empatar a partida, primeiro com João Paulo e depois com Moisés. Com essas investidas, a defesa ficou mais exposta e, com isso, a estrela de Ivan brilhou em algumas oportunidades, evitando a ampliação do placar.

No meio do segundo tempo, Zé Rafael, que entrou no lugar de Ramires, conseguiu bela jogada pela esquerda, mas foi travado. No contra-ataque, Felipe Melo não conseguiu tirar a bola e obrigou Weverton a fazer defesa em chute de Roger.

A Ponte Preta seguiu tentando se lançar ao ataque, mas mostrou-se mais ansiosa, já que estava atrás do placar e precisava do resultado. Aos 39, Gustavo Scarpa acertou chute de longa distância e a bola explodiu na trave, quase sacramentando a vitória. No entanto, o placar manteve-se 1 a 0 e o Palmeiras classificou-se para a final.

Ficha técnica
PALMEIRAS 1 x 0 PONTE PRETA
Local:
Allianz Parque, São Paulo (SP)
Data/Horário: 2 de agosto de 2020, às 19h (horário de Brasília)
Árbitro: Flavio Rodrigues de Souza
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse e Alex Ang Ribeiro
Cartões amarelos: Felipe Melo (PALMEIRAS); Lazaroni, Trevisan e Darnlei (Ponte Preta)
Gols: Patrick de Paula (45’/1º tempo)

PALMEIRAS : Weverton; Marcos Rocha, Felipe Melo (Luan, aos 33'/2ºT), Gustavo Gómez e Diogo Barbosa; Patrick de Paula, Gabriel Menino (Gustavo Scarpa, aos 26'/2ºT) e Ramires (Bruno Henrique, aos 17’/2ºT); Rony (Lucas Lima, aos 33'/2ºT), Willian (Zé Rafael, aos 17’/2ºT) e Luiz Adriano. Técnico: Vanderlei Luxemburgo

PONTE PRETA: Ivan; Apodi (Bruno Reis, aos 33'/2ºT), Wellington Carvalho, Henrique Trevisan e Guilherme Lazaroni; Dawhan (Darnlei/intervalo), Jeferson (Moises/intervalo), Vinícius Zanocelo (Osman, aos 33'/2ºT) e João Paulo; Bruno Rodrigues e Roger (Safira, aos 38'/2ºT). Técnico: João Brigatti.

    Veja Também

      Mostrar mais