Marcelinho e Bolsonaro
Reprosução
Marcelinho e Bolsonaro

O polêmico encontro entre o ídolo do Corinthians , Marcelinho Carioca, e o presidente Jair Bolsonaro , que recebeu e vestiu uma camisa do clube , segue gerando polêmica.

Após o ocorrido, o time alvinegro se manifestou oficialmente.

Em nota, a instituição alegou que "não teve qualquer participação na iniciativa do ex-jogador Marcelinho Carioca , em Brasília". Além disso, apontou que a "entrega da camiseta nesta quarta, na Presidência da República, foi uma ação única e exclusiva do ex-atleta".

Ainda no texto, o clube ressaltou "que a nova camisa, com o logotipo do patrocinador BMG em preto e branco, já havia sido amplamente divulgado em evento na Arena Corinthians em 11/7".

Por fim, alegou que o "Corinthians se mantém fiel às suas tradições, respeitando todas as correntes políticas e coerente com suas origens de clube de todos os brasileiros".

O presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, foi outro que se manifestou, dessa vez pelo twitter.

Também por nota oficial, o Banco BMG, patrocinador do clube, afirmou que não tem qualquer ligação com esse encontro.

"O Banco BMG esclarece que o encontro particular entre o ex-atleta Marcelinho Carioca e o presidente Jair Bolsonaro não tem qualquer relação com a instituição. A camisa oferecida pelo ex-jogador ao presidente não foi cedida pelo Banco, que também não possui ligação com qualquer tema abordado durante a reunião", apontou.

Marcelinho Carioca tem vínculo profissional com o Banco BMG e tem participado de ações de marketing para dar visibilidade a parceria. Porém, a instituição negou que o encontro desta quarta-feira faça parte do "pacote".

"O vínculo com o ex-jogador foi formalizado tão somente para a participação dele em campanhas pontuais realizadas pelo Banco. Cabe ressaltar que a campanha #BMGEmPretoEBranco continua e a camisa apresentada no vídeo também não possui nenhum vínculo com a ação", concluiu.


    Veja Também

      Mostrar mais