Lance


São Paulo
Rubens Chiri / saopaulofc.net
São Paulo

Os reservas do São Paul o deram de ombros para qualquer polêmica, jogaram sério e venceram o Guarani por 3 a 1 na Vila Belmiro com gols de Everton, Helinho e Paulinho Boia - Rafael Costa descontou. Com o resultado, o Tricolor manteve a liderança do Grupo C e ganhou o direito de jogar as quartas de final, contra o Mirassol, no Morumbi.

A vitória são-paulina também colaborou para a classificação do Corinthians, que venceu o Oeste por 2 a 0 em Barueri, saltou para 17 pontos e tomou a segunda colocação do Grupo D do próprio Bugre. O Alvinegro do Parque São Jorge encara o Red Bull Bragantino na próxima fase.

O jogo -
Após alguns instantes de dificuldade no início do primeiro tempo, o São Paulo assumiu temporariamente o controle das ações e abriu o placar aos 11 minutos. Brenner recuou até o meio de campo e iniciou ótimo contra-ataque ao acionar Helinho pela direita. Hernanes chutou em cima do goleiro Jefferson Paulino, mas Everton conferiu de cabeça no rebote, quebrando um jejum pessoal que já durava mais de um ano: o último gol dele havia sido em abril de 2019, na primeira rodada do Brasileirão, contra o Botafogo.

O Guarani passou a visitar a área são-paulina com certa frequência a partir da metade da etapa inicial. Tiago Volpi fez três excelentes defesas, mas rebateu o chute de Eduardo Person nos pés de Rafael Costa aos 43 minutos. Quase simultaneamente ao empate do Bugre, o Corinthians abriu o placar contra o Oeste. As equipes foram para o segundo tempo cientes de que mais um gol em Barueri bastaria para a classificação corintiana.

Nem precisou. Helinho, logo aos dois minutos, acertou um chute rasteiro de canhota da entrada da área e colocou o São Paulo na frente. Assim como Everton, o garoto quebrou um longo jejum: ele não marcava desde a sua estreia como profissional, contra o Flamengo, em novembro de 2018.

Com a vitória magra do Corinthians, o Guarani se classificaria se conseguisse empatar, mas encontrou algumas barreiras para isso. Primeiro Tiago Volpi, que adicionou mais duas grandes defesas à sua coleção da tarde em duelos com Eduardo Person e Rafael Costa. Depois a arbitragem, que errou ao assinalar impedimento e anular o gol de Rafael Costa. Por último, Paulinho Boia: o garoto precisou de apenas quatro minutos em campo no lugar de Brenner para acertar um lindo chute de longe e aumentar a vantagem são-paulina.

A partir daí, restava ao Guarani torcer pelo empate do Oeste contra o Corinthians, mas a equipe do Parque São Jorge ainda fez 2 a 0 e avançou às quartas de final.

FICHA TÉCNICA
GUARANI 1 X 3 SÃO PAULO

Data/Horário: 26/7/2020, às 16h
Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)
Árbitro: Salim Fende Chavez
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse e Alberto Poletto Masseira
Cartões amarelos: Pablo e Deivid (GUA); Diego (SAO)
Cartões vermelhos: -

Gols: Everton, aos 11'/1ºT (0-1); Rafael Costa, aos 43'/1ºT (1-1); Helinho, aos 2'/2ºT (1-2); Paulinho Boia, aos 22'/2ºT (1-3)

GUARANI: Jefferson Paulino, Pablo, Romércio, Bruno Silva e Bidu; Deivid (Marcelo - 29'/2ºT), Eduardo Person (Igor Henrique - 29'/2ºT), Lucas Crispim (Bruno Sávio - 31'/2ºT) e Arthur Rezende (Waguininho - 15'/2ºT); Rafael Costa (Elias Carioca - 32'/2ºT)e Júnior Todinho. Técnico: Thiago Carpini.

SÃO PAULO: Tiago Volpi, Igor Vinícius, Diego, Anderson Martins e Léo; Luan, Liziero (Rodrigo Nestor - 27'/2ºT) e Hernanes (Gabriel Sara - 18'/2ºT); Helinho (Danilo Gomes - 37'/2ºT), Everton (Shaylon - 37'/2ºT) e Brenner (Paulinho Boia - 18'/2ºT). Técnico: Fernando Diniz.

    Veja Também

      Mostrar mais