Lance

Lance


Jô no Corinthians
Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians
Jô no Corinthians

Em entrevista coletiva virtual neste sábado, o presidente do Corinthians, Andrés Sanchez,  explicou a demora para a regularização do atacante Jô, que chegou ao clube no fim de junho, mas até o momento não teve liberação para defender a equipe de Tiago Nunes . Segundo Andrés, o atraso se deu pelo ex-clube do camisa 77, o Nagoya Grampus, do Japão, que teria dificultado a transferência.

- O Corinthians sabe do litígio que o tem com o clube lá (Nagoya Grampus). Eles dificultaram ao máximo para liberar a transferência, mas terão que fazer isso até segunda-feira. Se tudo correr bem, na segunda ele já estará liberado para disputar qualquer jogo - afirmou Andrés.



Caso o Timão avance para as quartas de final do Paulistão, o atacante ainda poderá ser inscrito pela diretoria, já que o regulamento prevê novas trocas na lista. Se for eliminado, Jô só estará à disposição no começo do Brasilierão.

Outro assunto abordado na coletiva foi em relação ao volante Cantillo . Ele está emprestado pelo Junior Barranquilla até o fim do mês. Para que o contrato em definitivo seja firmado, o Timão precisa pagar uma segunda parcela de cerca de 540 mil dólares (R$ 2,8 milhões). Andrés afirmou que irá pagar o combinado.

- Temos para pagar até o dia 28 de julho e podemos atrasar. Vamos pagar - resumiu o mandatário corintiano.

A situação do Corinthians no estadual ainda é difícil, mesmo após a vitória no clássico contra o Palmeiras. O Timão precisa vencer o Oeste e torcer para um tropeço do Guarani contra o São Paulo para ter chance de se classificar. Ambas as partidas ocorrem no domingo (26), às 16h (de Brasília).

    Veja Também

      Mostrar mais