Lance


Jorge Jesus
Instagram
Jorge Jesus

Ao ser apresentado pelo Flamengo em junho de 2019, o técnico Jorge Jesus foi claro: vinha buscar a hegemonia do futebol brasileiro junto ao Rubro-Negro.

A saída para o Benfica, pouco mais de um ano depois, acontece depois de cinco conquistas incontestáveis do time sob o comando do Mister. Assim, o LANCE! procurou jornalistas, comentaristas e ex-jogadores para saber se o português cumpriu o que havia prometido à Nação em sua chegada ao Rio de Janeiro.

Carlos Alberto Vieira, editor do LANCE!:

"Cumpriu o objetivo. Conseguiu praticamente tudo que estava programando para isso. Tinha um time excepcional em mãos e conseguiu fazer com que esse time jogasse um futebol excepcional. O que se viu foi uma conquista muito tranquila do Brasileirão, depois a Libertadores e, por último, o Carioca. Ele deixa um time pronto para quem vier substituí-lo, quem quer que seja. A única obrigação de quem vem para assumir seu lugar é não atrapalhar, não mudar nada. O que esse time faz é o que todo torcedor quer: jogar para cima. Não fez na final do Carioca, mas só. Jorge Jesus é um treinador de muita qualidade que deixa o Flamengo com uma façanha: mais títulos que derrota. Então é um nome que entra na história do clube como um dos maiores de todos tempos, no mesmo patamar de Cláudio Coutinho."

Rafael Marques, comentarista da Rádio Globo, CBN e Fox Sports:


"Jorge Jesus foi um divisor de águas basicamente por dois aspectos. O primeiro: desenvolveu um lado racional dos jogadores do Flamengo. Fez com que entendessem a maneira de deslocarem com e sem a bola, de forma agrupada, permitindo desta forma a geração de espaço necessária para a qualidade prevalecer. E o segundo: a vontade de impor o jogo. De tomar a iniciativa, com auto-confiança. O que historicamente é a essência do futebol brasileiro, que se perdeu a partir da incidência de triunfos de modelos mais pragmáticos e reativos."

Dé Aranha, ex-jogador e comentarista da Super Rádio Tupi:

"Fez história. Não lembro na história do Flamengo alguém ter conquistando tantos títulos tão rapidamente, mas foi mais do que isso. A revolução que ele trouxe ao futebol brasileiro... Alguns até acham que ele não fez isso tudo. Eu acho. Mudou taticamente a maneira do Flamengo. Trouxe o Willian Arão, que era um jogador extremamente contestado, para ser o primeiro volante, coisa que muitos acharam uma aberração. E a maneira que o Flamengo de jogar mudou por completo. Foram contratados oito jogadores e todos se tornaram titulares sob a batuta do Jorge Jesus. O elenco se tornou melhor ainda. É inegável o bem que o Jorge Jesus fez ao clube, em tão pouco tempo. A maneira que o Flamengo joga se tornou referência para a maioria dos times. Foi gostoso ver o Flamengo jogando dessa maneira. Sem dúvida, revolucionou no futebol brasileiro, tornando o Flamengo no modelo de time que os brasileiros sempre gostaram, ofensivamente, com um repertório técnico impressionante. O futebol brasileiro tem que agradecer de joelhos a participação do Jorge Jesus. Torço para que nenhum técnico venha desmontar a maneira tão bonita que o Flamengo jogou sob o comando de Jorge Jesus. Eu agradeço e bato palmas de pé para essa jornada de Jorge Jesus."

Juca Kfouri, jornalista do UOL:

"Alguma dúvida? (Cumpriu) Porque em vez de dar espelhinhos aos indígenas, devolveu a bola aos jogadores brasileiros."

    Veja Também

      Mostrar mais