Gatito Fernández
Reprodução
Gatito Fernández

A Procuradoria da Justiça Desportiva divulgou, na noite da última quarta-feira, a denúncia que ofereceu contra o goleiro Gatito Fernández , do Botafogo , por ter  chutado e derrubado a cabine do VAR após a partida contra o Internacional , no último sábado. A pena para o goleiro pode variar de 30 a 180 dias.

O relatório da partida enviado ao STJD apresenta fotos do aparelho danificado e informa o custo para a implementação da tecnologia.

“O equipamento foi danificado, tendo sua proteção externa e tela arranhados, além da conexão de entrada do sinal do VAR output quebrado, e após vários testes, o mesmo está apresentando mau contato, sendo necessária a substituição por um novo que será importado diretamente de nossa sede na Inglaterra. Lamentavelmente teremos que repassar este gasto para a CBF por tratar-se de ato intencional e o custo aproximado é de USD 9.500 já com todos os gastos de importação”, diz um trecho do relatório.

Gatito foi denunciado por infração ao artigo 219 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), que fala em "danificar praça de desportos, sede ou dependência de entidade de prática desportiva".

A atitude, aliás, foi defendida pelo apresentador da FOX Sports , Benjamin Back , que alegou que era "compreensível" .

    Veja Também

      Mostrar mais