Entrada do Ninho do Urubu
Twitter/Reprodução
Entrada do Ninho do Urubu

O pedido de recurso feito pelo Flamengo , que solicitava a suspensão do pagamento de R$ 10 mil mensais às famílias das vítimas do incêndio no Ninho do Urubu , foi negado pela 1ª Vara Cível da Barra da Tijuca.  O incêndio deixou 10 vítimas no dia 8 de fevereiro

A decisão abaliza o que pretendia a Defensoria Pública e também o Ministério Público do Rio de Janeiro, que consideram que, independente dos acordos feitos do clube com seis famílias e o pai de uma das vítimas, o rubro-negro deve seguir pagando esse valor. Além dos citados, outros três atletas feridos também estão recebendo o auxílio.

Segundo a juíza Bianca Ferreira Nigri, "o fato de ter o réu (Flamengo), segundo afirma, realizado acordos com parte das famílias dos menores vitimados no incêndio, nada altera o curso da demanda", disse.

Vale ressaltar que, em caso de atraso de pagamento por parte do Flamengo, a multa será no valor de R$ 1 mil por dia.

O clube já acordou as indenizações para os familiares de Samuel Thomas, Hatila Paixão, Gedinho, Vitor Izaías, Bernardo Pisetta, Eduardo e Rykelmo, o último apenas com o pai. Agora, restam o acerto com as famílias de Arthur Vinícius, Christian Esmério e Pablo Henrique.

    Veja Também

      Mostrar mais