Flamengo e BRB fecharam parceria recentemente
Instagram
Flamengo e BRB fecharam parceria recentemente

A parceria entre o Banco Regional de Brasília ( BRB ) e o Flamengo tem gerado polêmica.

O valor de R$ 32 milhões por ano de contrato entrou na mira do Ministério Público de Contas do Distrito Federal (MPC-DF), que entrou com representação pedindo ao Tribunal de Contas do Distrito Federal (TCDF) que exige mais informações sobre esse contrato. As infirmações são do blog do Andrei Kampff.

"De fato, não se devem desconsiderar, nessa discussão, os valores (R$ 32 milhões/ano) envolvidos na efetivação de patrocínio em curso. Para se ter ideia, o valor anunciado é 400% maior que todo o orçamento do BRB com patrocínio em 2019, conforme o demonstrativo de gastos com publicidade, propaganda e patrocínios de 2019, publicado no DODF, o BRB dispunha de R$ 8 milhões para patrocínios", ressalva a decisão da procuradora Cláudia Fernanda de Oliveira Pereira. 

Desta forma, o valor que o Flamengo vai receber é 267% maior que o previsto para o ano. Sendo assim, o órgão vai investigar se houve qualquer tipo de violação no contrato. 

"Será que esse patrocínio atende aos princípios da moralidade ou da eficiência? Qual o interesse de uma sociedade de economia mista do Distrito Federal, com pouquíssimas agências fora do território do DF, em patrocinar um clube de futebol de outra unidade federativa?", questiona Daniel Falcão, advogado constitucionalista.

A parceria entre o clube e o banco foi selada no dia 19 de junho. No entanto, só no dia 1 de julho a marca estampou sua imagem na camisa rubro-negra. Segundo Paulo Henrique Costa, presidente da BRB, o valor de mercado de R$ 2,5 bilhões da empresa, subiu para R$ 4 bilhões após anuncio de vínculo com o Flamengo. 

    Veja Também

      Mostrar mais