Tamanho do texto

Não preciso puxar o saco de ninguém, já estou no fim da carreira. Mas ele é diferenciado. É mais que um técnico, é um amigo que tenho, disse o capitão do São Paulo

Desde que assumiu o comando do São Paulo, o técnico Paulo César Carpegiani conseguiu cinco vitórias em seis partidas. Após a última delas, nesta quarta-feira, em Uberlândia, sobre o Cruzeiro, o treinador recebeu muitos elogios do principal jogador do elenco: o goleiro e capitão Rogério Ceni.

"Nosso time é bom, tem talento e é ousado. Não gosto muito de dar méritos ao treinador, mas tenho de tirar o chapéu para o Carpegiani. Não preciso puxar o saco de ninguém, já estou no fim da carreira. Mas ele é diferenciado. É mais que um técnico, é um amigo que tenho", elogiou Rogério Ceni, que marcou um gol na vitória por 2 a 0.

Carpegiani ficou satisfeito pelo fato de seu esquema ofensivo com quatro jogadores com características ofensivas - Lucas, Fernandão, Ricardo Oliveira e Dagoberto - ter dado certo. "Não tem outra solução a não ser atacar. A única maneira de respirar era atacando. O Cruzeiro tem um excelente nível e tinha de ser atacado. Graças a Deus fomos felizes", afirmou o treinador.

O zagueiro Alex Silva foi outro que aprovou a tática usada por Carpegiani. "Todos os jogadores assimilaram o que o treinador pediu. Até o fim do campeonato, só temos decisões pela frente", disse o defensor. "Estamos acostumados a estar na parte de cima da tabela. Sabemos como se comporta uma equipe que disputa título. Nos aproveitamos da nossa experiência".

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.