Granit Xhaka
Reprodução/Instagram
Granit Xhaka

As autoridades britânicas estão investigando o jogador suíço Granit Xhaka, do Arsenal, por um suposto envolvimento em um esquema de apostas esportivas que teria ligações com a máfia da Albânia.

Segundo o 'Daily Mail', a suspeita recai sobre um jogo da temporada passada do Arsenal com o Leeds e um suposto cartão amarelo que o jogador tomou nos últimos 10 minutos do encontro.

A 'National Crime Agency', que investiga o crime organizado no Reino Unido, estranhou os elevados padrões de apostas no jogo que o Arsenal venceu por 4-1, sobretudo um volume que chegou a 52 mil libras (cerca de R$ 330 mil), no qual, Xhaka levaria um cartão amarelo nos últimos 10 minutos do jogo.

O volante de 29 anos, que tem ascendência albanesa, foi realmente punido pelo árbitro Andre Marriner, aos 86 minutos, por demora ao bater um lateral, em um momento que o Arsenal já vencia por 4 a 1 e tinha o jogo sob controle.

Os investigadores teriam provas de que foram também apostadas elevadas somas em criptomoedas - mercado que não é regulado no Reino Unido -, com atividade sediada na Albânia.

Granit Xhaka é uma das grandes estrelas da seleção Suíça e até o momento está garantido na Copa do Mundo para enfrentar o Brasil. As duas seleções estão no grupo D, ao lado de Camarões e Sérvia. As duas seleções se enfrentam dia 28 de novembro.

Essa não é a primeira polêmica envolvendo o meia. Recentemente, ele também recusou a se vacinar contra a Covid-19. Xhaka foi o único da sua seleção a tomar tal atitude.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários