John Textor comenta 'gastança' no Botafogo
Divulgação/Botafogo
John Textor comenta 'gastança' no Botafogo

John Textor (veja fotos na galeria abaixo) está prestes a adquirir mais um clube. O dono do Botafogo já foi anunciado como novo sócio do Lyon-FRA e deve assumir o posto nos próximos dias, aumentando ainda mais a rede mundial de clube que pretende realizar com a Eagle Holdings.


Em entrevista ao L'Équipe, principal jornal da França, o empresário fez comparações ao trabalho que terá no Lyon, o processo de aquisição do Crystal Palace-ING e com o que vem exercendo no Botafogo.

- Olha o que fiz no Crystal Palace... Fui aos jogos, as pessoas me agradecem, ajudei na Academia (base), nas contratações, trouxe uma nova energia. Será a mesma coisa com o Lyon, trago meu amor pelo futebol e recursos financeiros. Estou mais atrás do palco do que na frente. Foi diferente no Botafogo, onde sou o único responsável. Lá eu mudei tudo porque era uma associação que dirigia o clube. Não havia nada. Cargos interinos, a grama não era cortada, o treinador (Enderson Moreira) discutia com os árbitros... - afirmou.

Em uma auto avaliação, Textor admitiu erros no começo do processo no Alvinegro em decisões dentro e fora de campo. Segundo ele, algumas contratações não deveriam ser feitas.

- No Botafogo, já gastei o dobro do que me pediram. Quando você começa a decidir por um time e vê que 10 ou 20 milhões podem te levar mais longe, você se apaixona pelo processo e gasta mais do que havia providenciado. Virou viral e estou gastando muito mais do que devia. Contratei jogadores que eu não deveria - completou.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários