Vitor Bueno marcou o gol da vitória do Athletico sobre o São Paulo
Foto: José Tramontin / Athletico
Vitor Bueno marcou o gol da vitória do Athletico sobre o São Paulo

O Athletico-PR venceu o São Paulo por 1 a 0 na Arena da Baixada e agora está entre os quatro primeiros colocados na tabela do Campeonato Brasileiro. A equipe de Felipão contou com um gol de pênalti, convertido por Vitor Bueno.

Jogo começa truncado e com gol do Furacão anulado
A partida começou com o Athletico-PR pressionando o São Paulo. Logo no primeiro minuto, Felipe Alves fez sua primeira defesa com a camisa tricolor. As equipes ficaram se estudando, mas sem nenhuma finalização perigosa. Aos 7 minutos, Galoppo chegou a arriscar de fora da área, mas a bola foi para longe e não ofereceu risco.

Aos 15 minutos, o Tricolor paulista levou um susto após um erro da zaga. Vitor Bueno dominou, mas Felipe Alves saiu do gol e defendeu. Pouco tempo depois, Canobbio balançou as redes. Vitor Roque arriscou na entrada da área, mas a bola foi na trave. No rebote, o camisa 28 do Furacão bateu direto para o gol. 

Porém, foi anulado. O árbitro de vídeo confirmou um impedimento quanto a posição de Vitor Roque. Assim, o placar seguiu no 0 a 0. O ritmo de jogo não se alterou muito.

A partida seguiu truncada na Arena da Baixada, ainda com poucas chances de perigo criadas. Aos 30 minutos, Rodriguinho arriscou de fora da área, mas a bola foi para longe do gol. Aos 38’, Vitor Bueno tentou um lance parecido. 

Aos 40’, Galoppo quase marcou. O argentino tabelou com Talles Costa, mas bateu fraco. A bola foi defendida por Bento. Porém, o destaque nos minutos finais foram para Felipe Alves. Após um erro de saída de bola do Rafinha, Vitor Roque puxou um contra-ataque e finalizou. O novo goleiro do Tricolor paulista fez uma defesa surpreendente.

O primeiro tempo terminou em 0 a 0.

Segundo tempo volta intenso e com pênalti defendido
Os primeiros minutos da etapa final foram tensos para a torcida são paulina e para o goleiro Felipe Alves. Após uma roubada de bola de Vitor Roque, o mais novo reforço do Tricolor cometeu a penalidade após uma rasteira no atacante. O pênalti, por sua vez, foi convertido por Thiago Heleno e defendido por Felipe Alves - que se redimiu.

Depois do ocorrido, o jogo ficou com uma intensidade maior. Aos oito minutos de jogo, Marcos Guilherme arriscou, mas a bola parou nas mãos de Bento. Calleri, que entrou no segundo tempo no lugar de Rodriguinho, também tentou depois de um passe de Nikão.

Athletico-PR marca de pênalti e abre o placar
Se o primeiro pênalti marcado pelo Furacão não deu certo, a situação se reverteu. Canobbio foi derrubado por Moreira e a penalidade foi marcada mais uma vez para a equipe mandante. Vitor Bueno aplicou a lei do ex e converteu. Desta vez, balançou as redes e abriu o placar para a equipe.

O São Paulo, por sua vez, sentiu o baque. Depois do gol da equipe adversária, o ritmo do time caiu demais. Mesmo com as alterações e a entrada de Luciano, o Tricolor abaixou muito seu volume de jogo, além de erros de passes.

Calleri marca, mas estava impedido
Nos últimos minutos da etapa final, o São Paulo tentou infiltrar a defesa do Furacão e buscar, pelo menos, um empate. Calleri recebeu um passe de Igor Gomes e tocou para o gol. Porém, na mesma hora, o árbitro marcou impedimento. A situação foi tão clara que nem precisou de VAR. 

Com a bola rolando até os 54 minutos, nenhuma novidade. O jogo terminou positivo para o Athletico-PR, que saiu com a vitória em casa por 1 a 0.

E agora?
Com a vitória, o Furacão chega aos 34 pontos e agora está no quarto lugar na tabela da competição, entre os primeiros colocados. Agora, se prepara para um desafio na próxima semana. Na quinta-feira (4), enfrenta o Estudiantes, pelo jogo de ida pelas quartas da Copa Libertadores.

Já o São Paulo, segue no 10º lugar, com 26 pontos. A equipe volta a jogar no Morumbi, na quarta-feira (3), contra o Ceará, pelo jogo de ida das quartas de final da Copa Sul-Americana.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários