Luciano marcou o gol da vitória do São Paulo sobre o América-MG
Foto: Mauro Horita / São Paulo
Luciano marcou o gol da vitória do São Paulo sobre o América-MG

Em uma noite de casa cheia e muita empolgação por parte da torcida, o São Paulo ficou devendo, mas venceu o América-MG por 1 a 0 na noite desta quinta-feira (28), no duelo de ida das quartas de final da Copa do Brasil, no Morumbi.

Foi um dia de pouca criação em muita transpiração. Pelo lado americano, prioridade defensiva, mas que não chegou a ser retranca, apenas um futebol posicional bem executado ante um Tricolor que viu os caminhos para o ataque bloqueados.

Isso não impediu o oportunismo habitual de Luciano, em fase mágica, que conseguiu no primeiro tempo desviar um cruzamento para marcar o  seu nono gol nos últimos oito jogos em que atuou pelo São Paulo.

Noite de emoções também para Thiago Couto. O jovem arqueiro tricolor, sob olhares desconfiados da torcida, cometeu o segundo pênalti nessa sequência de três jogos sem Jandrei, ainda machucado. Desta vez, contudo, o rival americano bateu fraco e  ele conseguiu agarrar a bola. Pode ser importante para conquistar confiança.

E falando em confiança, noite de estreia do argentino Galoppo. O homem de US$ 6 milhões, reforço mais caro da história tricolor, entrou no segundo tempo e se faltou entrosamento, sobrou a tradicional raça portenha que os torcedores tanto gostam.

Vantagem importante para o São Paulo, que com o placar luta pelo empate para sair de Belo Horizonte (MG) classificado. Se perder por um gol de diferença, a disputa da vaga para a semifinal vai para os pênaltis. Lembrando que nesta temporada não existe mais a vantagem de gols fora de casa marcados.

O JOGO
Com um São Paulo cauteloso ante um América que claramente privilegiou a defesa, a primeira boa chance da partida só aconteceu de fato aos 23'. Igor Vinícius cruzou e Calleri conseguiu ganhar do zagueiro pelo alto, desviando para fora.

Não, não é força de expressão, paulistas e mineiros fizeram um jogo pífio no primeiro quarto de partida, com muitos erros de passes e pouca inspiração. Pior para os mmandantes, que com sua casa cheia pouco ofereciam para evitar os bocejos nas arquibancadas.

A torcida já perdia a paciência e ensaiava reclamações quando enfim algo aconteceu... Para o América. Aproveitando enfim de forma positiva um contra-ataque, aos 33' o Coelho viu Matheusinho receber dentro da área e rolar limpo para Juninho finalizar para fora.

Era a tônica da partida. O São Paulo liderava posse de bola e chances no ataque. Mas penava mais do que deveria na defesa bem postada de Vágner Mancini. Não chegava a ser uma retranca, mas em um meio-campo com três volantes e dois atacantes de área juntos, o Tricolor penou para fazer essa bola chegar como deveria no ataque.

Conseguiu, enfim, aos 34'. Igor Vinícius em rara aparição onde comnseguiu superar a marcação foi à frente e cruzou no segundo pau para Luciano vencer Iago Maidana e cabecear no canto do goleiro americano para abrir o placar.

O gol reacendeu um estádio silenciado pelo fraco desempenho e poderia ter dado um ímpeto a mais ao Tricolor. Mas não foi o que aconteceu. Sem nenhum tipo de abalo, a defesa americana continuou bem postada, anulando os escapes ofensivos dos são-paulinos.

E, para complicar ainda mais, eis que surgem os contra-ataques. Aos 45', foi a vez de Maidana aparecer na área e completar de cabeça, para fora, um cruzamento.

FORTES EMOÇÕES (NEM TANTAS ASSIM) NA ETAPA FINAL
O jogo recomeçou com a mesma tônica da etapa inicial: um São Paulo acuado e completamente preso nas linhas defensivas. Aos poucos as coisas iam se resolvendo, contudo.

Aos 14', Welington apareceu livre na entrada da área americana e arriscou o chute, obrigando Cavichioli a espalmar para escanteio.

Parecia enfim que a chance ia dar o ânimo que faltava ao Tricolor. Mas... Aos 19', o América arrancou ao ataque e Henrique Almeida apareceu dentro da área para ser derrubado por Thiago Couto em trombada. Pênalti marcado. Maidana foi para a cobrança, fraca, no canto esquerdo e o jovem arqueiro são-paulino agarrou sem dificuldades.

A resposta são-paulina aconteceu aos 28'. Igor Vinícius apareceu de novo bem pela direita e cruzou para Luciano. Marlon chegou para cortar na hora certa, mas o lateral-direito pegou a sobra e isolou na finalização.

Na reta final, o América estacionou de vez o ônibus na porta da defesa. E aí as coisas se complicaram de vez para o Tricolor, que não criou mais nada. Chance concreta, mesmo, só aos 41'. Após bola cruzada por Welington para trás, Galoppo apareceu sozinho na entrada da área e bateu cruzado. A bola passou pertinho do gol. E selou o resultado final no Morumbi.

PRÓXIMOS JOGOS
São Paulo e América-MG se enfrentam pelo duelo de volta no próximo dia 18 de agosto, às 21h (de Brasília), em Belo Horizonte (MG). Até lá contudo, as duas equipes têm compromissos. O Tricolor faz os duelos também das quartas de final contra o Ceará pela Copa Sul-Americana. Pelo Brasileirão, os paulistas abrem o retorno ante o Athletico, em Curitiba (PR), no domingo, às 16h (de Brasília). No mesmo dia e horário o Coelho recebe o Avaí em casa.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários