Zahavi
Divulgação
Zahavi

Alvo frustrado do Botafogo nesta janela de transferências, o atacante Eran Zahavi usou as redes sociais para agradecer o interesse do clube e as mensagens carinhosas recebidas dos torcedores. O israelense recusou a proposta alvinegra e irá defender o Maccabi Tel Aviv, de seu país.

"Algo atípico, porém respeitoso: quero agradecer a todos os torcedores do Botafogo que demonstraram amor e carinho neste período. Eu realmente considerei jogar pelo clube, mas tomei a decisão, por mim e minha família, de que era hora de voltar para casa", escreveu o atacante.

"Quero agradecer a John Textor (dono da SAF) e André Mazzuco (diretor executivo) pelo esforço que fizeram. Tenho certeza de que, com esses caras, o Botafogo terá um futuro incrível. Boa sorte a todos, eu serei um torcedor direto de Israel", completou o Zahavi.

Nos últimos dias, relatos davam conta de que o israelense e sua família haviam se espantado com o episódio em que integrantes de torcidas organizadas invadiram o centro de treinamento do clube, no início do mês, para intimidar jogadores após uma sequência de maus resultados. Como também tinha recebido uma proposta do principal time de seu país, Zahavi entendeu que seria melhor optar pelo retorno a Israel.

Apesar da recusa do atacante, Textor afirmou em entrevista no Nilton Santos, no domingo, após a derrota por 1 a 0 do Botafogo para o Fluminense pelo Brasileirão, que continuará em busca de reforços:

— Temos um plano B e um plano C para o Zahavi. Temos um limite de jogadores estrangeiros, não queremos ocupar uma vaga de estrangeiro se não for um jogador top. Estamos mais cuidadosos. Só queremos usar essas vagas se for com um jogador que vai transformar o time.

Outros dois gringos que entraram no radar do Botafogo foram o uruguaio Cavani e o colombiano James Rodríguez. Enquanto o primeiro já está descartado, o segundo prioriza seguir na Europa, mas por ora não recusou oficialmente a investida alvinegra.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários