Palmeiras vence Santos na Vila e assume liderança do Brasileirão
Foto: Cesar Greco / Palmeiras - 29.05.2022
Palmeiras vence Santos na Vila e assume liderança do Brasileirão

O Palmeiras venceu por 1 a 0 o clássico contra o Santos, na Vila Belmiro, pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro. A partida foi realizada na tarde deste domingo (29), e o gol do triunfo alviverde foi marcado pelo zagueiro Gustavo Gómez.

Veja abaixo galeria de fotos do clássico:


O Peixe chegou a marcar antes, ainda no primeiro tempo, com Marcos Leonardo, mas a arbitragem de vídeo acusou uma falta de Léo Batipstão em Zé Rafael no início do lance.

Antes de marcar o único gol do jogo, o Palmeiras também teve um pênalti perdido, com Raphael Veiga, que nunca havia errado uma cobrança pelo Verdão, em 24 batidas, até o então.

SANTOS ASSUSTA PRIMEIRO
A primeira boa chegada do jogo foi do Santos, aos seis minutos, com Marcos Leonardo caindo com liberdade pelo lado esquerdo, colocando a meia altura para a área e encontrando Léo Batipstão, que se atirou na bola e mandou por cima do gol. O atacante santista foi salvo pelo bandeira, que assinalou com atraso impedimento de Marcos Leonardo na origem da jogada.

PALMEIRAS RESPONDE RÁPIDO
No minuto seguinte veio a resposta do Palmeiras, com Raphael Veiga, liberado após se recuperar da Covid-19, ganhando no alto no meio-campo, avançando com liberdade e chutando com perigo próximo ao gol santista, com a bola passando pelo lado direito da meta de João Paulo.

SANTOS DESCE COM VELOCIDADE
Aos 10 minutos do primeiro tempo o Santos levou muito perigo com uma blitz em velocidade no campo adversário. Lucas Pires desceu rápido pela esquerda, cruzou, Léo Batipstão ajeitou de cabeça para o meio da área, para Marcos Leonardo que finalizou no peito de Murilo. A bola voltou na entrada da área para Sandry, que finalizou com perigo por cima do gol.

Os santista pediram toque de mão de Murilo, o que não ocorreu e também não foi marcado pela arbitragem.

BAPTISTÃO PARA EM LOMBA
O Santos apertou a saída de bola, com Julio, e a redonda sobrou para Zanocelo que, com uma ótima visão de jogo, deu um belo passe de primeira para Léo Baptistão, que passou por dois defensores palmeirenses e finalizou na entrada da área, obrigando Marcelo Lomba fazer grande defesa.

SCARPA RESPONDE
Quatro minutos depois, o Palmeiras foi quem chegou com perigo. Dudu ajeitou para trás, e Gustavo Scarpa, na entrada da área, finalizou com perigo, por cima do gol de João Paulo.

SANTOS MARCA O PRIMEIRO DO JOGO, MAS GOL NÃO VALE
Aos 39 minutos do primeiro tempo o Santos, que criou as melhores chances do primeiro tempo, conseguiu tirar o zero do placar, pelo menos por alguns minutos. O lance foi construído em uma nova blitz santista, que subiu pelo lado direito, com Lucas Pires cruzando e encontrando Madson, que cabeceou e obrigou Marcelo Lomba fazer um milagre. Na continuidade no lance, Léo Batipstão divide com Zé Rafael, o árbitro Luiz Flávio de Oliveira não viu falta, e na continuidade da jogada a bola rebatida por Gabriel Menino encontrou Marcos Leonardo que colocou no fundo da rede.

No entanto, a arbitragem de vídeo acionou o árbitro de campo, que ao analisar o monitor anulou o gol, vendo falta de Batipstão em Zé Rafael.

PALMEIRAS APERTA NOS ACRÉSCIMOS
O árbitro da partida deu seis minutos de acréscimos no primeiro tempo, nesse tempo o Palmeiras tentou duas vezes abrir o placar, as duas com Rony. Na primeira, o camisa 10 cabeceou por cima do gol. Já na segunda, recebeu com liberdade pelo lado direito, invadiu a área, mas chutou novamente para o alto.

SANTOS VOLTA APERTANDO
O Santos voltou para o segundo tempo com o mesmo espírito do primeiro tempo. Aos seis minutos, Gustavo Scarpa perdeu a bola no campo de defesa, Zanocelo tomou e foi desarmado pelo próprio companheiro, Jhojan Julio, que dominou no movimento de batida do parceiro de time, ajeitou e finalizou por cima do gol.

No entanto, o Verdão mudou a sua postura na etapa final, começou a dar mais a bola para o Peixe e, com isso, o Alvinegro Praiano passou a ter mais dificuldades de criação.

VEIGA ERRA PRIMEIRO PÊNALTI PELO PALMEIRAS
Aos 23 minutos da etapa final, em uma das poucas chegadas do Palmeiras ao ataque até o então, o volante santista Rodrigo Fernández foi com os ombros nas costas do lateral palmeirense Marcos Rocha. A princípio, o árbitro Luiz Flávio de Oliveira não marcou pênalti, mas foi acionado pelo VAR e mudou de ideia.

Na cobrança, Raphel Veiga, que nunca havia perdido uma penalidade pelo Palmeiras, e vinha de 25 convertidos pelo Verdão consecutivo, acertou a trave direita do goleiro João Paulo.

VERDÃO ABRE O PLACAR COM GUSTAVO GÓMEZ
Aos 34 minutos do segundo tempo, a bola parada que não resultou em gol para o Palmeiras, com a penalidade perdida por Veiga, foi amiga do time alviverde em escanteio cobrado por Gustavo Sacarpa, pelo lado esquerdo. O camisa 14 bateu o corner aberto, Gustavo Gómez subiu mais que Eduardo Bauermann, a bola ainda desviou em Lucas Pires e matou o goleiro João Paulo.

MILAGRES DE LOMBA GARANTEM VITÓRIA PARA O PALMEIRAS
Aos 42 minutos do segundo tempo, Rwan Secco encontrou bem Ricardo Goulart pela direita, finalizou, mas Marcelo Lomba fez uma defesa fantástica. No rebote, Bryan Angulo finalizou por cima do gol.

Já nos acréscimos, o Peixe tentou novamente o empate, mas parou no goleiro palmeirense, que fez uma grande defesa num chute de Lucas Pires, após cruzamento de Bruno Oliveira.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários