Wendell integrou a comissão técnica da Seleção na Copa do Mundo
Reprodução/Twitter
Wendell integrou a comissão técnica da Seleção na Copa do Mundo

Morreu nesta segunda-feira (23), aos 74 anos, o ex-goleiro Wendell (confira galeria de fotos abaixo) . Com passagens por Botafogo, Fluminense e pela seleção brasileira, o jogador atuou profissionalmente entre a década de 60 e 80. Ao se aposentar, trabalhou como preparador de goleiros. Em 2006, integrou a comissão técnica do técnico Parreira da seleção na Copa do Mundo da Alemanha.


Revelado pelo alvinegro, Wendell Lucena Ramalho, que era conhecido também como "goleiro da camisa amarela" teve duas passagens pelo clube. Uma em 1968 e outra de 1971 a 1977, sendo o goleiro do time na campanha do vice-campeonato brasileiro de 71, quando o Botafogo perdeu para o Atlético-MG na final, e do título da Taça Guanabara de 74. Além disso, o ex-arqueiro ficou marcado também por ter sofrido o gol de Roberto Dinamite no Campeonato Carioca de 1976, quando o ídolo vascaíno, dentro da área, deu um lençol no zagueiro Osmar e emendou um voleio no ângulo.

No período, Wendell foi convocado para a seleção e jogou em sete oportunidades entre 1973 e 1974. Por pouco, o ex-goleiro não foi o titular da amarelinha na Copa de 74. No ano do mundial, uma lesão o impossibilitou de disputar a competição em que o Brasil teve Emerson Leão como arqueiro.

Já pelo Fluminense, Wendell atuou entre 1977 e 1979 e conquistou o Troféu Teresa Herrera, na Espanha. Nas redes sociais, o ex-goleiro Cláudio Taffarel lamentou a morte de Wendell, com quem trabalhou na seleção brasileira.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários