Palmeiras venceu o Emelec no Allianz Parque
Divulgação/Palmeiras
Palmeiras venceu o Emelec no Allianz Parque

O Palmeiras não teve vida fácil como nos outros jogos, mas venceu o Emelec por 1 a 0, nesta quarta-feira, no Allianz Parque, pela quinta rodada da fase de grupos da Libertadores. Com gol de Danilo, no segundo tempo, o Verdão segue com a melhor campanha até aqui: cinco jogos, cinco vitórias e 15 pontos - 100% de aproveitamento.


Verdão faz bom primeiro tempo, mas não consegue abrir o placar

Como era de se esperar, o jogo começou com as ações dos dois times bem definidas: o Palmeiras atacando e o Emelec aguardando uma oportunidade para contra-atacar. Logo aos três minutos, Marcos Rocha e Rony tramaram boa jogada pelo lado direito e o lateral cruzou para área, mas Atuesta pegou mal na bola, por cima do gol. Quatro minutos depois, Scarpa tentou, mas também sem sucesso.

As duas chances refletiam o volume de jogo do Alviverde, que era melhor na partida, com bom volume ofensivo, mas tinha dificuldades para concluir as jogadas. Aos 22 minutos, o goleiro Ortiz impediu um gol olímpico de Scarpa, que era o jogador mais perigoso nas jogadas de bola parada. Aos 36 ele obrigou Ortiz a fazer mais uma boa defesa, porém ninguém aproveitou o rebote para abrir o placar.

Sem ser ameaçado na defesa, o Palmeiras seguia buscando e tendo as melhores oportunidades para marcar, embora algumas tomadas de decisão erradas prejudicaram a atuação do time. Aos 42, depois de bom passe de Menino para Rony, o atacante cruzou fechado, mas Rafael Navarro e Gustavo Gómez passaram pela bola e não concluíram. Dessa forma, o jogo foi para o intervalo com 0 a 0.

Time de Abel volta um pouco melhor e consegue um gol com Danilo

O Palmeiras voltou do intervalo um pouco confuso e parecia cair na impaciência da torcida, inclusive levando alguns sustos do Emelec em lances de vacilos defensivos. A primeira chance da segunda etapa veio aos seis minutos, com Rony, de cabeça. Depois foi Jorge, que tento de longe, mas sem perigo. Atuesta, com duas chances de chutar, foi travado. Mas aos 13, Gabriel Menino fez belo lançamento na área para Rafael Navarro, que exigiu boa defesa de Ortiz.

Depois dessas chances, o Verdão passou a rodar bastante a bola, mas não conseguia encaixar um ataque. Foi aí que Abel decidiu mudar o time, mandando Veiga, Dudu e Vanderlan a campo aos 20 minutos. Três minutos depois, o lateral-esquerdo cruzou e Rony quase marcou. Mas a estrela era mesmo de quem estava em campo. Após escanteio, Navarro desviou no primeiro pau e Danilo, de novo, abriu o placar.

Logo após o gol, o Alviverde teve a chance de ampliar o marcador quando Danilo fez bonito lançamento para Rafael Navarro sair cara a cara com o goleiro, mas o centroavante desperdiçou a chance. No rebote, Rony não conseguiu concluir. Em seguida, o Emelec teve sua melhor chance aproveitando vacilo do Verdão, mas Weverton defendeu o chute de Zapata garantindo a vitória por 1 a 0.

E agora?

Com o resultado, o Palmeiras vai a 15 pontos na tabela do Grupo A e se mantém 100% na Libertadores. Na próxima terça-feira, contra o Deportivo Táchira, a equipe joga para buscar mais uma vitória e confirmar a melhor campanha da fase de grupos. O Emelec, por sua vez, ainda busca a segunda vaga da chave para as oitavas de final.

FICHA TÉCNICA

PALMEIRAS 1 x 0 EMELEC-EQU

Local: Allianz Parque, em São Paulo (SP)

Data-Hora: 18/5/2022 - 19h

Árbitro: Nicolas Gamboa (CHI)

Auxiliares: Claudio Urrutia (CHI) e Jose Retamal (CHI)

Público/Renda: 32.553 pagantes/R$ 2.090.453,10

Cartões amarelos: Ortiz, Jackson Rodríguez e Carabalí (EME)

Cartões vermelhos: -

Gols: Danilo (28'/2ºT) (1-0)


PALMEIRAS: Weverton; Marcos Rocha, Kuscevic, Gustavo Gómez e Jorge (Vanderlan, aos 20'/2ºT); Danilo, Gabriel Menino (Zé Rafael, aos 30'/2ºT) e Atuesta (Raphael Veiga, aos 20'/2ºT); Rony (Breno Lopes, aos 34'/2ºT), Gustavo Scarpa (Dudu aos 20'/2ºT) e Rafael Navarro. Técnico: Abel Ferreira.


EMELEC-EQU: Pedro Ortíz; Romario Caicedo, Quintero, Guevara e Jackson Rodríguez; Arroyo, Sebastián Rodríguez, Lastre (Gracia, aos 16'/2ºT) e Carabalí (Chalá, aos 33'/2ºT); Zapata e Cabeza (Quiroga, aos 38'/2ºT). Técnico: Ismael Rescalvo.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários