Sebastian Villa
Reprodução/Instagram
Sebastian Villa

O Boca Juniors entre em campo nesta terça-feira, às 21h30, para enfrentar o Corinthians, pela Copa Conmebol Libertadores.

O time argentino não terá um dos seus principais destaques, o atacante Sebastián Villa, que está suspenso, mas também envolvido em uma grave acusação. Ele foi denunciado por uma mulher, que alega ter sofrido abuso sexual, além de uma tentativa de enforcamento .

Nessa segunda-feira, ela ratificou sua acusação perante o promotor do caso e, agora, o jogador pode ser condenado a 20 anos de prisão.

A advogada, defensora a mulher, explicou que o caso anterior de violência de gênero que sentenciou Villa a dois anos por meio de um julgamento abreviado "é um crime gravíssimo na esfera social", mas que na "legislação penal tem um valor baixo". Porém, desta vez, os "fatos são muito graves".

"O prejuízo causado foi tão grande que a vítima se dirigiu ao Hospital da Pena para ser tratada e foi assim que pedimos os registos médicos. É uma prova inestimável à qual incorporamos as fotografias dos ferimentos que a acusação já tem. Agora também há uma testemunha ocular daquela festa em que Villa estava com a vítima", afirmou.

Após a apresentação, o promotor proibiu Villa de deixar o país, medida que já estava em vigor contra ele no caso que está aberto desde 2020 por mais um episódio de violência de gênero contra sua ex-namorada. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários