Flamengo não encontrou dificuldades contra a Católica
Gilvan de Souza/Flamengo
Flamengo não encontrou dificuldades contra a Católica

Apesar de ter tido a vantagem do empate antes de iniciar a partida, o Flamengo construiu a vitória por 3 a 0 sobre a Universidad Católica, na noite desta terça-feira (17), pela penúltima rodada da fase de grupos da Libertadores e garantiu a classificação às oitavas de final do torneio sul-americano. Com gols de Willian Arão, Everton Ribeiro e Pedro, o Rubro-negro foi superior no jogo e saiu do Maracanã com um pouco menos de pressão da torcida.

(Veja na galeria abaixo fotos do jogo no Maracanã)


Logo no início da partida, a pressão sobre o técnico Paulo Sousa afetou um pouco a equipe do Flamengo, que entrou cometendo bastante faltas contra os jogadores da Universidad. Em dois minutos de jogo, Matheuzinho e Andreas Pereira já estavam amarelados pelo árbitro colombiano Jhon Ospina.

Por outro lado, o Flamengo construiu a primeira chance de perigo no início da partida. Aos 4 minutos do primeiro tempo, Everton Ribeiro estava na defesa e fez um belo lançamento pelo meio-campo para Gabigol, que disparou sem marcação e finalizou rasteiro para passar debaixo das pernas de Sebastián Pérez. No entanto, o goleiro da Universidad desviou com os pés para o escanteio.

Com direito a discussão entre Gabigol e Astudillo antes da cobrança de escanteio, o Flamengo abriu o placar em cabeçada de Willian Arão, aos 6 minutos. Na ocasião, o meia uruguaio Arrascaeta cobrou na medida e o volante cabeceou no canto esquerdo de Sebastián Pérez, que não conseguiu alcançar a bola.

Durante o primeiro tempo, a Universidad Católica não conseguiu ameaçar o gol do Flamengo. A pressão era do Rubro-negro, apesar de não ter tido a maior posse de bola. As jogadas eram pontuais e poderiam ter sido ampliadas ainda na primeira etapa, se não fossem os erros nas tomadas de decisões dos jogadores.

Um dos maiores exemplos aconteceu aos 26 minutos. Na ocasião, Andreas Pereira e Gabigol tabelaram perto da área, o volante belgo-brasileiro saiu cara a cara com Sebastián Pérez, finalizou em cima do goleiro e a bola foi desviada para o escanteio. Após o gol, foi a melhor chance para o Flamengo ampliar o placar.

Além desse lance, o Flamengo construiu mais uma boa jogada nos pés de Gabigol. Aberto pela direita, o atacante cruzou na medida para Bruno Henrique, que estava dentro da área para cabecear para o gol. Por outro lado, a bola subiu demais e foi para fora, aos 31 minutos do primeiro tempo.

Um minuto depois, aos 32, Gabigol estava com a bola, viu Arrascaeta livre perto da área e rolou para o meia-atacante. Na jogada, o uruguaio preparou o chute, mas o atleta não contava com o desvio da defesa da Universidad Católica. O bom entendimento entre os dois jogadores, além de Bruno Henrique, fizeram com que a equipe do Rubro-negro tivesse mais controle da partida.

A vitória magra por 1 a 0 não foi o suficiente para satisfazer o Flamengo. Aos 38 minutos, em boa jogada pela direita, o lateral Matheuzinho cruzou na medida para Bruno Henrique que desviou para o meio da área e, no melhor estilo “de peixinho”, Everton Ribeiro empurrou a bola de cabeça para o fundo do gol.

Após ampliar o placar, o Flamengo tomou o primeiro susto da partida. Aos 46 minutos do primeiro tempo, Gutiérrez levantou a bola na área, Hugo saiu mal do gol e passou por todo mundo da defesa do Rubro-negro. Em seguida, Valencia apareceu na área para finalizar e acertou o chute na trave.

No retorno ao segundo tempo, o Flamengo diminuiu um pouco a pressão sobre a Universidad Católica e aproveitou a boa vantagem no placar. No entanto, foi o suficiente para a equipe chilena gostar da partida e construir boas jogadas contra o Rubro-negro. Aos 10 minutos, Zampedri invadiu a área pela direita, chutou cruzado e o goleiro Hugo desviou para a lateral.

No entanto, aos 13 minutos, o Flamengo tentou responder. Após o lançamento preciso de Rodrigo Caio para Matheuzinho, o lateral disparou e cruzou rasteiro para Gabigol dentro da área. Por outro lado, o atacante chegou um pouco atrasado e não conseguiu empurrar a bola para fazer o terceiro gol.

Aos 29, Lázaro, que entrou no lugar de Bruno Henrique, criou uma das melhores chances do Flamengo no segundo tempo. Na ocasião, o atacante tabelou com Pedro, recebeu dentro da área e chutou em cima da defesa da Universidad Católica. O desvio do time chileno foi preciso para afastar mais um perigo do Rubro-negro.

Por outro lado, ainda atrás do placar, a Universidad Católica se esforçou para diminuir. Aos 35, Zampedri recebeu cruzamento dentro da área, subiu e cabeceou para o gol de Hugo Souza. No entanto, o goleiro do Flamengo fez uma boa defesa e Rodrigo Caio desviou para a linha de fundo.

Aos 40, o Flamengo tentou mais uma vez fazer o terceiro gol, mas Sebastián Pérez conseguiu impedir. Na ocasião, Ayrton Lucas avançou pela esquerda, tocou para Everton Ribeiro que esticou para Pedro dentro da área e o centroavante finalizou em cima do arqueiro chileno.

Por outro lado, a insistência de Pedro prevaleceu. Aos 44, o centroavante recebeu de João Gomes pela esquerda, tirou a marcação da jogada e estufou a rede de Sebastián Pérez para fazer o terceiro gol e sacramentar a vitória do Flamengo, no Maracanã.

Com a classificação encaminhada para as oitavas de final da Libertadores, o Flamengo ainda enfrentará o Sporting Cristal, na próxima terça-feira (24), às 21h30, no Maracanã, pela última rodada da fase de grupos do torneio sul-americano.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários