Carlos Brazil dá detalhes sobre a relação com a 777 Partners
Divulgação/Vasco
Carlos Brazil dá detalhes sobre a relação com a 777 Partners

O gerente executivo de futebol do Vasco, Carlos Brazil, falou sobre o momento de mudanças no clube com a chegada da 777 Partners ( veja fotos na galeria abaixo). Em entrevista ao "GE", o dirigente afirmou que é preciso ter cautela com a transição e a busca por reforços.

"Estamos mapeando jogadores. Existe um campograma com indicações para cada posição, sem entrar em mérito de negociações. São apenas indicações de jogadores que poderiam vir para o Vasco. Eles também indicam alguns jogadores. O Witor Bastos (coordenador geral do Centro de Inteligência) está indo para a América do Sul, para Argentina e Uruguai, ver jogadores que foram indicados por eles (777). Jogadores que vimos e também entendemos que são jogadores que podem ser vistos mais de perto", disse Brazil.

"Muita gente acha que a 777 vai entrar em julho, e o Vasco terá um supertime. Não é assim. Há dificuldades no mercado. Existem clubes com dinheiro e muita dificuldade em contratar. Não tem jogador disponível. E quem está se tornou muito caro, muito além do que vale. A maior dificuldade é não ter dinheiro? É. Mas quando se tem precisa de planejamento, metodologia e filosofia. Não é o dinheiro que vai fazer que se tenha um time capacitado da noite para o dia, só com jogadores de qualidade. É preciso planejamento e organização para chegar ao objetivo final. É lógico que sabemos que, caso a 777 adquira o futebol, o clube terá um poder maior de investimento, o que é bom. Mas também não podemos criar a ilusão de que vamos criar um timaço da noite para o dia", completou.

Brazil também falou sobre o momento do time de Zé Ricardo na Série B.

"A pressão vai existir, são diversas opiniões, mas nós precisamos ter as nossas convicções. Sabemos o que acontece internamente no dia a dia, o que pode ser solucionado. Temos consciência de toda melhoria que precisa ser feita. Neste momento estamos em quarto lugar, posição que o clube não ocupava há muito tempo, com viés de alta e perspectiva de crescimento. O time vem melhorando a cada jogo aspectos que antes eram muito criticados. São números, precisamos subir no final da competição. Estamos na 7ª rodada e não vamos subir agora. Evidente que uma gordura de pontos é muito importante. Mas temos consciência de que é um trabalho de médio prazo e também temos consciência de que temos coisas a corrigir. Precisamos estar com um espírito de briga, de competição, e isso o time vem apresentando cada vez mais. A união aqui dentro é muito grande", afirmou.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários