Landim
Divulgação
Landim

O Flamengo obteve uma vitória judicial nesta terça-feira. A ESPN e o comentarista Gian Oddi foram condenados pela 14ª Vara Cível do Rio de Janeiro do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJRJ).

Em março de 2020, o jornalista afirmou que o desejo do Rubro-Negro de dar continuidade ao Carioca, no começo da pandemia de Covid-19, evidenciava uma atitude de uma "diretoria desumana". As informações são do portal "Esporte News Mundo".

Com a decisão da juíza Flávia Gonçalves Moraes Bruno, a emissora e o jornalista (ver galeria de fotos abaixo) vão ter que exibir um direito de resposta ao clube carioca, sob a pena de indenizar além do clube carioca, o presidente Rodolfo Landim e o vice-presidente jurídico Rodrigo Dunshee. O prazo para o direito de resposta é de cinco dias, sob pena de multa diária de R$ 100, com limite de R$ 50 mil.

Independente do direito de resposta, emissora terá que pagar a indenização de R$ 45 mil, sendo R$ 15 mil para o clube e R$ 15 mil para cada dirigente que também foi autor da ação. Na decisão, a magistrada chegou à conclusão que o jornalista, "ao noticiar uma informação amplamente veiculada, à época, em diversos meios de comunicação (qual seja, a alegada retomada das atividades pela parte autora e o voto contrário à suspensão do Campeonato Carioca/2020), emitiu um juízo de valor, dando opinião pessoal acerca da situação em tela".

Leia Também

O Esporte News Mundo entrou em contato com a emissora e com o jornalista, mas não conseguiu uma resposta até o lançamento da matéria.

Leia Também

Confira abaixo as declarações de Gian Oddi que levaram a Justiça a decidir de forma favorável ao clube carioca.

"Para mim, o mais estarrecedor de tudo é a postura do Flamengo na reunião, tentar continuar o campeonato. E eu acho inacreditável por como são os dirigentes do Flamengo. Porque, ao contrário do presidente da República, que é um irresponsável, mas é um irresponsável ignorante, quase uma limítrofe, os dirigentes do Flamengo têm conhecimento, cultura e inteligência, então nada justifica a postura desses dirigentes de tentarem manter o campeonato porque eles sabem muito bem quais são as possíveis consequências. É uma diretoria desumana", disse.

"Já se mostrou e tem se mostrado uma diretoria desumana no caso dos Garotos do Ninho e volta a se mostrar uma diretoria desumana e que pensa em dinheiro e planilha do Excel. Pensam em títulos e são competentes nisso, são competentes em ganhar dinheiro, mas na hora que você tá falando de gente, os caras são terríveis. Para mim, beira o mau-caratismo isso, não é possível", complementou.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários