Condenado por morte, goleiro Bruno pode ganhar liberdade condicional
Reprodução
Condenado por morte, goleiro Bruno pode ganhar liberdade condicional

A defesa do goleiro Bruno Fernandes das Dores de Souza entrou com um pedido de livramento condicional na Vara de Execuções Penais (VEP) do Rio no último sábado. A solicitação foi feita pelo advogado Luiz Gregório, que representa o ex-atleta.

Veja abaixo galeria de fotos do goleiro Bruno:


Bruno cumpre pena em regime semiaberto domiciliar desde julho de 2019. Na ocasião, ele deixou o presídio na cidade de Varginha, em Minas Gerais, para cumprir pena em casa. Atualmente, o ex-goleiro mora na Região dos Lagos do Rio.

Leia Também

Bruno foi condenado a uma pena de 20 anos e 9 meses pela morte de Eliza Samúdio, que ocorreu em 2010.

Na liberdade condicional, o réu fica obrigado apenas a cumprir algumas condições impostas pela VEP, como "obter ocupação lícita", mas não tem restrições de horário para chegar em casa, como ocorre na prisão domiciliar.

O livramento condicional é a última “etapa” de cumprimento de pena antes do réu ficar definitivamente em liberdade, com o término da pena. Neste momento, também é possível sair da cidade onde mora sem precisar de autorização de um juiz.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários