Landim foi convidado para o Conselho da Petrobras
Alexandre Vidal/Flamengo
Landim foi convidado para o Conselho da Petrobras

O presidente Rodolfo Landim deixou claro que a  indicação ao cargo de presidente do Conselho de Administração da Petrobras não vai impactar no seu cargo no Flamengo.

- Eu jamais deixaria que meu nome fosse indicado a alguma coisa que eu não pudesse conciliar com o Flamengo. Jamaias colocaria em graude prioridade inferior o compromisso com torcida e sócios do Flamengo. Vou me dedicar ao Flamengo pelos próximos três anos. Se eleito for no Conselho de Administração, vou me dedicar pelo período que os acionistas desejarem - afirmou Landim após a eleição para presidente da CBF.

O dirigente rechaçou qualquer associação entre a indicação e o apoio e boa relação com o presidente Jair Bolsonaro (veja fotos na galeria abaixo) nos últimos anos no comando do clube.


Leia Também

- Acho que tenho currículo razoavelmente grande para ser convidado para esta função. Entendo isso como um presente que eu acho que o governo está dando para os empregados da companhia. O reconhecimento, acreditar que quem desenvolveu conhecimento pode ajudar a dirigir a companhia - acrescentou Landim, que fez carreira na Petrobras desde a década de 1980 antes de surgir para o futebol e para o Flamengo, entre 2012 e 2013.

O presidente já tinha deixado claro para a diretoria do Flamengo que aceitaria chefiar o conselho da empresa sem deixar o comando do clube. Na última semana, indicou aos pares que ficassem tranquilos, uma vez que seria necessária participação em três ou quatro reuniões mensais da companhia.

Mas o quadro mudou com o risco de o executivo assumir o comando da Petrobras, caso o governo decida levar o plano adiante. O estatuto do clube não veda a possibilidade de o presidente comandar uma empresa. No entanto, o desafio de assumir a estatal é considerado impossível de conciliar.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários