Di Canio
Instagram
Di Canio

O polêmico Paolo Di Canio, antigo atacante da Lazio e abertamente defensor do Fascismo, detonou Messi e Neymar, ao mesmo tempo em que elogiou o português Cristiano Ronaldo.

Após  a vitória do PSG frente ao Bordéus, ele explicou o motivo pelo qual prefere Cristiano Ronaldo ao argentino.

"Messi saiu de campo coçando a cabeça, não tem emoções. Prefiro o Cristiano Ronaldo. Querem me colocar no banco contra o Manchester City? Ok, então vou voltar para Portugal, regressar e fazer um hat trick. Prefiro um humano com alma a um alien sem emoções", começou o ex-jogador durante transmissão da Sky Sports Itália.

E ele não parou por aí e defendeu as vais contra Messi. "Claro que pode ser vaiado. Milhares de torcedores esperaram a chegada dele ao clube. Sonharam e sonharam, mas o comportamento dele não é o correto", diz.

Leia Também

Também sobrou para o brasileiro Neymar. O ex-atacante italiano lembrou a polêmica declaração do craque em relação a jogar nos EUA. "Esse (Neymar) é ainda pior. Não anda a fazer nada de extraordinário, e no mês passado disse querer ir para os EUA para ter três meses de férias. Não mostra respeito, deve ter algum problema", concluiu.

Defensor da extrema-direita e adorador do ex-ditador italiano Benito Mussolini, Di Canio defendeu as camisas de Ternana, Juventus, Napoli e Milan, mas se destacou mesmo pela Lazio, seu time de coração. Na Inglaterra, passou por Sheffield Wedsneday, Charlton e alcançou o auge no West Ham. 

Durante sua carreira, foi punido algumas vezes por comemorar gols fazendo o "Saluto Romano", gesto tradicional adotado pelos fascistas em sinal de respeito a Mussolini. O ex-atacante também tatuou em seu corpo a palavra "DVX", forma em latim da palavra "Duce", título pelo qual o ditador italiano era conhecido.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários