Aline Farias
Divulgação
Aline Farias

A trajetória de Aline Farias, 26 anos, até chegar à marca 1,3 milhões de seguidores no Instagram foi cheio de pedras no caminho. Nascida e criada até os 22 anos de idade na comunidade Vila Pinho, em Belo Horizonte (MG), a streamer e modelo conviveu diariamente com o mundo do tráfico e da violência, mas encontrou nos games uma forma de escapar desta realidade.

“Muitos dos meus amigos entraram no tráfico e muitas amigas engravidaram muito cedo. Eu fazia muita arte e cheguei a me envolver com algumas pessoas, mas nunca me envolvi com drogas. Minha mãe não gostava que eu ficasse na rua e a solução dela foi comprar um videogame”, disse a influencer.

Com o primeiro presente da mãe, Aline iniciou a vida nos eletrônicos com o game Habbo, jogo de computador que envolve uma comunidade virtual dentro de um hotel. Depois, foi passando por outros até chegar ao Point Blank, game de tiro em primeira pessoa no formato Free to Play, ou seja, jogos que não é cobrado o download e boa parte dos itens necessários dentro dele.

Durante sua adolescência, ela viu a violência na sua comunidade piorar, já que a região passou por uma disputa de território entre facções, virando recorrente as mortes por conta de bala perdida ou mesmo por controle do local. Nesse confronto, a modelo viu muitas amigas se envolverem com traficantes e muitos amigos perderem a vida.

Leia Também

Somado à criminalidade, a streamer desenvolveu uma forte depressão, sofreu com o bullying e falta de amizades na escola. “Acho que todo mundo tem um momento de fraqueza e eu já quis ir para essa vida “fácil” sim. Os jogos me ajudaram a não entrar nesse mundo e também a lutar contra a depressão. Eles me auxiliaram a buscar outras possibilidades, outra realidade. O mundo virtual dá pra você fazer inúmeras amizades, jogar inúmeros jogos e isso fez muito bem pra minha mente, fora que nós jogos eu tinha um objetivo, o que me instigava jogar cada vez mais”, contou Aline.

Após sair de Belo Horizonte, com 25 anos, Aline veio para São Paulo, cidade que sempre sonhou em morar desde que começou a ir em eventos como BGS (Brasil Game Show) e XMA Mega Arena (maior feira de e-sports do país). No entanto, ela só conseguiu realizar essa vontade após o convite da Los Grandes, uma das maiores equipes de Free Fire, jogo mobile de tiro do gênero Battle Royale e que ela fez parte até outubro de 2021. “São Paulo é o polo de tudo, oportunidades, trabalhos etc. Mesmo saindo da organização (Los Grandes) ainda quis continuar aqui e continuar traçando meus objetivos”, disse a streamer. Sem time para 2022, ela aposta em novas experiências. “Meu foco agora é crescer por conta própria, mas estou aberta a propostas”, afirmou a influencer.

Atualmente, Aline conta com mais de 1 milhão de seguidores no Instagram, joga e transmite partidas de Free Fire na sua própria plataforma

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários