Paulinho marcou um dos gols da vitória do Corinthians
Foto: Renato Pizzutto/Ag.Paulistão
Paulinho marcou um dos gols da vitória do Corinthians

O Corinthians conheceu a sua primeira vitória na em casa na temporada na noite desta quinta-feira (10), vencendo o Mirassol por 2 a 1, pela quinta rodada do Campeonato Paulista.

Todos os gols foram marcados na etapa final. Os tentos do Timão foram anotados por Renato Augusto e Paulinho, com Rodrigo Ferreira anotando o tento do Leão. 

TIMÃO TEVE MUDANÇAS
O técnico Fernando Lázaro escalou o Corinthians com mudanças em relação a escalação inicial da vitória contra o Ituano, no último fim de semana. Du Queiroz voltou ao time titular, com Cantillo indo para o banco de reservas, Giuliano começou jogando, algo que não havia ocorrido em Itu, e Mantuan voltou a iniciar uma partida. 

Contudo, com a bola rolando o esquema tático surpreendeu. Lázaro manteve o 4-1-4-1 usual no Timão, e Mantuan não jogou como falso nove, mas sim aberto pelo lado esquerdo, com Renato Augusto e Paulinho mais centralizado, mas Paulo encostando na área, e Giuliano alternando a meia-direita e caindo para as proximidades da área, deixando o corredor destro para Fagner ter mais liberdade ofensiva do que vinha tendo quando Sylvinho comandada o Corinthians. 

RENATO AUGUSTO ABRE O PLACAR
O Corinthians abriu o placar cedo com Renato Augusto balançando pela primeira vez na temporada. A jogada foi construída com uma troca de passes rápida pelo lado esquerdo, começando com Mantuan, passando para Renato Augusto, que seviu Giuliano, que devolveu para o camisa 8 com um tapa rápido. Renato, então, finalizou de fora da área, a bola desviou em Thalisson e morreu no canto direito do goleiro Darley. 

EMPATE RELÂMPAGO DO MIRASSOL
Demorou somente cinco minutos para o Mirassol empatar. O Leão, que pouco jogou na etapa inicial, encontrou o seu gol em um lance de bola parada. Após escanteio vindo do lado esquerdo, o lateral Rodrigo Ferreira cabeceou para o chão, subindo entre Gil e Lucas Piton, e o goleiro Cássio caiu com a bola para dentro do gol. 

GOLAÇO DO CORINTHIANS
Mesmo sofrendo o gol, o Timão seguiu pressionando no campo de ataque e não esfriou o seu jogo ofensivo. Como resultado, aos 29 minutos do primeiro tempo a equipem marcou um golaço, em uma jogada coletiva. Renato Augusto iniciou o lance pelo lado esquerdo, fazendo uma inversão de jogo precisa para Fagner, que atacou o corredor direito aberto, se atirou na bola e deu um tapa de primeira para trás, para a chegada de Paulinho por trás para finalizar e marcar o segundo do Timão. 

Leia Também

TIMÃO SEGUE EM CIMA
O Mirassol tentou sair pro jogo após marcar o segundo gol, mas teve muitas dificuldades para encaixar o seu jogo. No entanto, o Corinthians manteve a sua transição rápida e criando oportunidades claras de gols. Aos 36 minutos Mantuan partiu para cima da marcaçãoem velocidade pelo lado esquerdo, fintou a marcação mas finalizou fraco, em cima do goleiro. 

Na sequência, uma boa trama foi construída pelo lado direito, mas na hora que Paulinho fez o passe Róger Guedes passou da bola. 

CORINTHIANS VOLTA E SEGUE EM CIMA
No segundo tempo o Timão manteve a sua postura ofensiva, e logo aos 4 minutos quase ampliou o placar com Du Queiroz, que finalizou de fora da área e levou muito perigo a meta adversária. 

MIRASSOL SOBE AS LINHAS
Atrás no placar e sem conseguir criar chances de extremo perigo, a ideia do Mirassol foi subir as suas linhas e tentar forçar a saída de bola corintiana. Em alguns momentos, o Leão até incomodou no abafa, mas não criou jogadas nesse sentido. 

GOLEIRO DO MIRASSOL EVITA VITÓRIA MAIOR DO TIMÃO
O Timão, por sua vez, se manteve pressionando o Mirassol e poderia ter feito mais gols se não fosse Darley, o goleiro da equipe do interior paulista, que fez duas grandes defesas em finalizações de Renato Augusto e Willian. 

CÁSSIO SALVA O TIMÃO
Aos 35 minutos do segundo tempo, o Mirassol criou a sua melhor chance no segundo tempo, com Pará recebendo cruzamento rasteiro pela direita, finalizando de primeira na altura da marca do pênalti, mas parando em uma ótima defesa de Cássio. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários