Fluminense vence de virada o Botafogo no Campeonato Carioca
Divulgação/Fluminense
Fluminense vence de virada o Botafogo no Campeonato Carioca

O Fluminense virou a partida sobre o Botafogo por 2 a 1 nesta quinta-feira, no Nilton Santos, pela quinta rodada do Campeonato Carioca. Com metade da equipe alterada, ao contrário do time de Abel Braga, o Alvinegro de Enderson Moreira ficou resguardado na defesa e provocou o Tricolor no contra-ataque. No entanto, não foi o suficiente abrir o placar e acabou sendo surpreendido pela bola parada no Clássico Vovô. O time de Abel Braga engatou a 4ª vitória seguida no Carioca.


No primeiro tempo, o Fluminense entrou em campo como era o esperado, propondo o jogo e tentando encontrar espaços na defesa do Botafogo, produzindo passes para quebrar as linhas e também com longos lançamentos dos zagueiros. Por outro lado, ao contrário do que fez contra o Flamengo no último domingo (6), o Tricolor, ao tentar propor, não conseguiu achar uma válvula de escape na equipe para poder ativar o setor de criação.

Por este motivo, com o trio de zagueiros composto por Nino, Felipe Melo e David Braz, mais avançados na intermediária, o Fluminense apresentou dificuldades para se infiltrar na defesa do Botafogo. Pelo lado direito, com o lateral Samuel Xavier e o atacante Luiz Henrique, o Tricolor não conseguiu furar o bloqueio alvinegro.

O Botafogo, por sua vez, entrou armado por duas linhas de quatro jogadores e a última com dois atacantes. Diego Gonçalves e Matheus Nascimento foram os responsáveis pelos contra-ataques do Alvinegro. No entanto, para chegar nesta situação, a equipe de Enderson Moreira optou por atuar apenas no erro do adversário e aproveitar passes rápidos e decisivos para matar a partida.

Foi o que aconteceu, mas pela bola parada, quando terminou a parada técnica, aos 21 minutos do primeiro tempo, o Botafogo conseguiu um escanteio. Após ouvirem as informações de seus treinadores, o lateral-direito Daniel Borges converteu a cobrança e encontrou a cabeça do zagueiro Kanu para afundar a rede de Marcos Felipe e abrir o placar. O jogador aproveitou o espaço dentro da área e percebeu que estava com totais condições de subir e cabecear com perigo, sem nenhum marcador tricolor ao seu redor.

Pouco tempo depois, aos 40 minutos, o Fluminense tentou responder com o volante Yago Felipe, arrancando pela direita dentro da área e cruzando para o atacante Willian Bigode. Na ocasião, o jogador recebeu a bola, finalizou de primeira e a bola desviou na defesa do Alvinegro, que por pouco impediu a bela defesa de Gatito para espantar o perigo e conceder o escanteio para o Tricolor.

Leia Também

Leia Também

No segundo tempo, o Fluminense fez duas alterações, tirando o atacante Fred e o lateral-direito Samuel Xavier. No lugar desses dois jogadores, entraram Germán Cano e Jhon Arias respectivamente.

A entrada dos atletas levou apenas dois minutos para o Tricolor criar um lance de perigo, com Luiz Henrique driblando três marcadores alvinegros. Em seguida, lançou a bola para o Cano, que finalizou de primeira e surpreendeu Gatito Fernández.

O Fluminense começou a gostar da partida, e com velocidade, conseguiu surpreender a equipe do Botafogo, com toques rápidos e bastante envolvimento após a entrada do meia-atacante Jhon Arias. Aos oito minutos, Cano se aproximou da área e lançou o atacante Willian Bigode para disputar a bola na área alvinegra. Por outro lado, a zaga do Alvinegro adiantou e desviou para o escanteio.

Na cobrança, a bola chegou em David Braz, que tentou dominar, mas ela acabou resvalando em Nino e sobrou para Willian Bigode empurrar para dentro do gol. E não foi o único, porque da mesma forma que o Botafogo abriu o placar, o Fluminense virou a partida.

Aos 18 minutos do segundo tempo, Yago Felipe cobrou o escanteio na medida para o zagueiro Luccas Claro, que tinha acabado de substituir David Braz, machucado, cabecear com precisão no canto direito de Gatito para virar a partida e deixar o Fluminense na frente do placar.

Durante a etapa final, o Botafogo não conseguiu ter o poder de reação e ficou apenas resguardado na defesa para evitar o terceiro gol do Fluminense. Pelo lado da equipe tricolor, o time de Abel Braga tentou manter a intensidade, mas emperrou no cansaço do atacante Luiz Henrique, que acabou sendo substituído pelo volante Martinelli, para preencher o meio-campo e deixar Willian Bigode e Cano no ataque.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários