Boca
Instagram
Boca

A Conmebol rejeitou o recurso do Boca e ratificou as duras punições contra seis jogadores do Boca Juniors, após os graves incidentes ocorridos no Mineirão, depois que os argentinos foram eliminados nas oitavas de final da última edição da Copa Libertadores.

A Confederação, através da Comissão de Recursos, confirmou “em todos os seus termos a decisão proferida pela Comissão Disciplinar”. Desta forma, foram oficializadas as suspensões para seis futebolistas do Xeneize, que não vão poder jogar os primeiros jogos da edição desse ano da Libertadores.

Em dezembro, o Boca enviou um apelo, tentando reverter (ou pelo menos reduzir) as duras sanções a vários jogadores e também membros da diretoria.

A suspensão se deu após vários jogadores e dirigentes do clube argentino entraram em confrontos com as forças de segurança do estádio, com o arremesso de grades, garrafas e outros objetos. O incidente só foi sanado com a intervenção da Polícia Militar que teve de recorrer a spray pimenta para dispersar o grupo que tentava chegar perto da delegação do Atlético Mineiro.

Veja abaixo as punições recebidas por cada jogador:

- Diego González: Suspensão de três jogos e multa de 15 mil dólares

Leia Também

- Sebastián Villa: Suspensão de seis jogos e multa de 30 mil dólares

- Cristian Pavón: Suspensão de seis jogos e multa de 30 mil dólares

- Javier García: Suspensão de dois jogos e multa de 10 mil dólares

- Carlos Izquierdoz: suspensão de quatro jogos e multa de 20 mil dólares

- Marcos Rojo: Suspensão de cinco partidas e multa de 25 mil dólares   

- Norberto Briasco e Carlos Zambrano, por sua vez, receberam apenas uma advertência.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários