Adriano Imperador
Adriano Imperador
Adriano Imperador

Ídolo do Flamengo, Adriano Imperador (confira galeria de fotos abaixo)  se recusou a fazer o teste do bafômetro ao ser parado em uma blitz da Lei Seca, na madrugada do último domingo, na Avenida Lúcio Costa, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio. O ex-atacante também estava com a carteira de habilitação vencida. As informações foram divulgadas pelo "UOL". 



Adriano foi autuado pelas duas infrações, conforme prevê o Código de Trânsito Brasileiro (CTB). Por ter se recusado a soprar o bafômetro, o ex-jogador não pode ser indiciado por dirigir alcoolizado, mas é enquadrado no artigo 165 do CTB, com multa gravíssima no valor de R$ 2.964,70 e suspensão de 12 meses da carteira de habilitação. Ele também deve ser multado em R$ 880,41 por estar com a CNH vencida. O automóvel do jogador também poderia ter sido retido, mas foi liberado após a chegada de um motorista habilitado.

Leia Também

A Secretaria de Estado do Rio de Janeiro, responsável pela operação, confirmou o episódio envolvendo o ídolo rubro-negro.

"O ex-jogador do Flamengo, Adriano Leite Ribeiro, o Adriano Imperador, foi abordado em uma blitz da Operação Lei Seca na madrugada deste domingo (23), na Avenida Lúcio Costa, na Barra da Tijuca, e se recusou a fazer o teste do bafômetro. Ao checarem sua documentação, os agentes verificaram que ele está com a CNH suspensa. Adriano foi autuado e o seu veículo só foi liberado após a chegada de um motorista habilitado", diz o texto.

Até o momento, Adriano Imperador não se manifestou sobre o assunto.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários