Daniel Alves
Divulgação
Daniel Alves

Daniel Alves protagonizou um movimento inesperado, ao deixar o São Paulo e retornar para o Barcelona. A contratação foi criticada por alguns, por conta da idade avançada do lateral, porém, em entrevista à Catalunya Radio, o veterano garantiu que sempre acreditou que poderia jogar novamente no time catalão.

"Quando saí disse que quando estou aqui sou feliz. Fazer parte da história do Barcelona, sentir estas cores é o que quero. Se as coisas são boas, temos de repeti-las. Espero dar seriedade no momento de trabalhar e também alegria. Estar aqui outra vez é uma presente que vou abrindo todos os dias. Luto sempre pelo que quero. Queria regressar porque não tinha tido a chance de me despedir do Barça. Não pude despedir-me depois de oito anos e 23 títulos. Fiquei com essa espinha encravada de poder voltar e despedir-me. Sair com alegria e não com mal-entendidos. Que me vejam como uma pessoa que ama este clube", apontou.

Sobre a idade, ele deu um chute na modéstia. "Sabia que podia jogar se viesse para cá. Por aquilo que faço no dia a dia, porque trabalho para jogar e não tomar sol. Pode duvidar em contratar um jogador de 38 anos, mas não se se chamar Dani Alves, Messi, Cristiano Ronaldo, Ibrahimovic", atirou.

Dani Alves ainda falou de Messi e assumiu ser estranho estar no Barça sem "La Pulga".

"É o melhor jogador da história do futebol. É estranho estar aqui e não o ver, não tê-lo em campo. As coisas às vezes não acontecem da forma como sonhamos. Já lhe disse que não vai estar num melhor clube do que este. O mesmo que ele me disse quando saí. Seria muito bom que acabasse a carreira aqui", assumiu.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários