Profissional acusa o Cruzeiro de negligência após lesão no trabalho
Divulgação
Profissional acusa o Cruzeiro de negligência após lesão no trabalho

O treinador de goleiros do Cruzeiro, Leonardo Lopes, briga na Justiça de Porto Alegre pelo direito a uma indenização de R$ 800 mil, mais pensão vitalícia de R$ 5 mil por mês, por causa de um pé torto. É que ele acusa o clube de negligência após lesão no trabalho. A informação foi publicada pelo UOL.

Leonardo explica que sofreu uma lesão no calcanhar esquerdo enquanto executava seu trabalho, em dezembro de 2016. E que apesar do ferimento, precisou se apresentar ao trabalho já no dia seguinte, sendo obrigado a fazer infiltrações para conter a dor, tomar medicamentos e continuar exercendo a função durante o tratamento.

(Veja fotos na galeria abaixo do profissional)


Leia Também

Com o tempo, segundo ele, a lesão piorou e ele ficou com o pé torto, sem poder exerecer sua profissão.

Além disso, segundo consta no processo, "seus pés esteticamente ficaram diferentes e assimétricos, em especial na área do calcanhar". Leonardo trabalhou por dez anos no Cruzeiro e foi demitido no final do ano passado.

O profissional afirma que segue até hoje tomando medicamentos, fazendo infiltrações, sessões de fisioterapia e eletrochoque para conter as dores. Também caminha com dificuldade, frequentemente mancando e não consegue usar alguns calçados.

Leonardo cobra indenização por danos morais, materiais e estéticos, pensão vitalícia, mais reajustes salariais, férias, 13º, INSS, FGTS, horas extras, multa e honorários advocatícios. Segundo o UOL, o Cruzeiro não quis se manifestar.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários