Vasco x Remo
Reprodução/Vasco
Vasco x Remo

Mesmo com a definição dos clubes que subiram para a Série A do Campeonato Brasileiro em 2021, uma reviravolta poderá acontecer em breve. Na manhã desta segunda-feira (30), sete jogadores que atuaram pelo Avaí (veja galeria de fotos abaixo) acionaram o clube no STJD com denúncias de atrasos salariais.

Diego Renan, Edilson, Iury, João Lucas, Jonathan, Rafael Pereira e Ronaldo procuraram o Sindicato dos Atletas Profissionais de Futebol do Estado de Santa Catarina (SAPFESC), realizaram a ação e esperam uma resposta do clube catarinense.

Com isso, o panorama pode mudar tanto na parte de cima da tabela, como na briga contra o rebaixamento. O CSA, que terminou a competição na quinta posição, poderia ganhar a vaga do Avaí e subir.

A situação do time de Santa Catarina poderia ficar ainda pior, de acordo com o artigo 17 do REC, que garante a perda de pontos da equipe que estiver em atraso com o pagamento de remuneração.

Leia Também

Dependendo do número de pontos que o Avaí perca, caso não cumpra suas obrigações financeiras em atraso, o clube poderia cair para a terceira divisão, livrando o Remo, que ficou na 17ª posição.

O STJD deverá conceder ao clube um prazo mínimo de 15 dias para tal ação, a partir da contagem de prazo de três dias, que se dará apenas após o dia 20 de janeiro de 2022, quando termina o período de recesso.

No momento, Botafogo, Coritiba, Goiás e Avaí conquistaram o acesso à primeira divisão em 2022, enquanto Confiança, Brasil de Pelotas, Vitória e Remo caíram para a Série C.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários