Mauro Zárate está em fim de contrato com o América-MG
João Zebral / América
Mauro Zárate está em fim de contrato com o América-MG

O América-MG ainda nutre esperanças pela permanência do atacante Mauro Zárate (veja fotos na galeria abaixo). Em conversa com o iG Esporte, o presidente do clube mineiro, Alencar da Silveira Júnior, abriu o jogo sobre a situação do jogador argentino, que tem contrato até 31 de dezembro.


Zárate chegou ao Coelho em agosto, quando estava livre no mercado após ter rescindido o contrato junto ao Boca Juniors, em maio. Apesar de não ter tido números tão expressivos na temporada, somando 16 jogos no Brasileiro, com um gol marcado e duas assistências, o atacante de 34 anos foi importante na classificação do time mineiro para a pré-Libertadores.

Alencar revelou que o clube está conversando com o atleta para garantir a permanência dele para o próximo ano.

Leia Também

"Estamos conversando ainda. O América-MG tem interesse em continuar com ele. É um baita profissional, exemplar, que qualquer dirigente de clube brasileiro gostaria de ter. Ainda não tem nada decidido, nada fechado. Conversei pessoalmente com ele antes do natal e nosso departamento de futebol está analisando", disse o presidente do América.

"Com ele não temos dificuldades, para treinamento, extra-campo, dentro de campo, em tudo ele é ótimo. Uma pessoa que enquadrou no perfil do América. Um profissional que se enquadrou por sua seriedade e sem dúvida nenhuma gostaríamos de ter. Vejo também que ele gostou de Belo Horizonte. Não é um jogador 'estrela', já tivemos isso no passado, que só visa o dinheiro. Ele mostrou o profissionalismo e quis jogar. Acertamos com ele em um dia, jantamos, e no dia seguinte ele estava às 8h da manhã no campo treinando. Ele correu atrás", completou.

Além de negociar a permanência de Zárate, o Coelho visa outros nomes para o setor ofensivo. No entanto, o presidente do clube mineiro afirma que tem encontrado dificuldades para achar peças de reposição, após perder o atacante Ademir, destaque da equipe na temporada.

"Agora, dificuldade para buscar jogadores de frente estamos tendo. Repor peças, como é o caso do Ademir. O departamento de futebol trabalha 24h por dia e está recebendo telefonemas de todos os lugares, o leilão de empresários. Cabe agora nós termos a esperteza de não fechar qualquer negócio e acertar as reposições de peças".

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários