Atlético-MG é campeão da Copa do Brasil
Foto: Lucas Figueiredo / CBF
Atlético-MG é campeão da Copa do Brasil

O Atlético-MG fechou o ano com chave de ouro. O Galo derrotou o Athletico-PR por 2 a 1, nesta quarta-feira (15), na Arena da Baixada, em Curitiba, pelo jogo de volta da final e conquistou a Copa do Brasil pela segunda vez em sua história (também venceu em 2014). Na partida de ida, o time mineiro já havia vencido por 4 a 0, no Mineirão. Os gols da vitória do Galo foram marcados por Keno e Hulk. Jaderson descontou para o Furacão. Com o troféu conquistado, o Atlético-MG fechou a temporada com três títulos: estadual, brasileiro e Copa do Brasil.

Veja abaixo galeria de fotos da final:


Em desvantagem no confronto, o Athletico começou a partida mostrando muita disposição, no entanto, o time paranaense exagerava na vontade e cometeu algumas faltas mais duras no início do jogo. O mais exaltado dentro de campo era Renato Kayzer, que se envolveu em lances mais ríspidos e protagonizou discussões com os adversários. O que se viu nos primeiros minutos da decisão foi pouco futebol e muito bate-boca.

Aos 19 minutos, porém, surgiu o primeiro momento de emoção. Léo Cittadini recebeu a bola na direita, levantou para a área e encontrou Pedro Rocha, que errou o cabeceio, no entanto, a bola foi amortecida em seu corpo e ficou na medida para que ele finalizasse para o fundo do gol. Mas, o VAR chamou o árbitro Anderson Daronco e indicou que a bola teria batido na mão de Pedro Rocha e o gol do Furacão foi anulado.

Leia Também

A resposta do Galo não demorou, e foi letal. Aos 24, Vargas puxou um contra-ataque pelo meio e abriu na direita para Zaracho, que deu uma bela assistência para Keno. O Atacante só teve o trabalho de empurrar para o gol, abrindo o placar da finalíssima e deixando o time mineiro ainda mais próximo do título. Depois do gol, o Atlético dominou as ações até o fim da primeira etapa e foi para o intervalo em vantagem.

No segundo tempo, o Furacão voltou melhor e chegou a balançar as redes aos 11 minutos, com Vinicius Mingotti, mas o atacante estava um pouco à frente da linha de zagueiros do Galo e foi pego em impedimento. Sem desanimar e jogando pela dignidade, o time da casa seguiu com uma postura ofensiva e buscando pelo menos o empate.

O Galo, por sua vez, já tinha a taça praticamente garantida e passou a jogar com mais cautela, esperando o rival e tentando achar uma oportunidade para fazer mais um gol e ampliar ainda mais a vantagem. E foi exatamente o que aconteceu. Aos 30 minutos, Savarino acertou um lindo passe para Hulk, que saiu na cara do gol, deu um toque de classe por cima do goleiro Santos e marcou um golaço.

O Athletico-PR ainda descontou no final. Aos 42, Jaderson recebeu cruzamento e, já dentro da área, subiu de cabeça e estufou as redes do goleiro Everson. Mas parou por aí. Fim de jogo e festa da torcida do Galo, que faturou o segundo título da Copa do Brasil em uma temporada inesquecível.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários