Joshua Kimmich
Reprodução/Instagram
Joshua Kimmich

O meia do Bayern, Joshua Kimmich, ficará pelo menos um mês afastado dos gramados devido a problemas pulmonares causados pela Covid-19.

O jogador, que optou por não se vacinar contra o coronavírus, afirmou que tem "pequenas infiltrações nos pulmões". "Estou feliz que meu auto-isolamento causado pelo coronavírus tenha terminado. Estou muito bem, mas ainda não posso treinar totalmente devido a pequenas infiltrações em meus pulmões. Portanto, farei alguns treinamento de reabilitação e mal posso esperar para estar totalmente de volta à ação em janeiro", disse Kimmich.

O jogador está fora dos campos desde novembro, quando foi colocado em isolamento preventivo após ter contato com uma pessoa com suspeita de Covid-19. Em seguida, ele deu positivo e precisou estender o período isolado. 

Com a confirmação, o meia está fora dos confrontos contra o Mainz, no sábado; diante do Stuttgart, no dia 14 de dezembro; e contra o Wolfsburg, no dia 17, que é o último confronto do Bayern no ano, voltando em 7 de janeiro, contra o Borussia Mönchengladbach.

Kimmich vem causando polêmica após se recusar a tomar a vacina e apontar não haver estudos o suficiente sobre os efeitos dos imunizantes a longo prazo. Na mesma linha estão os companheiros de time Gnabry, Musiala, Cuisance e Choupo-Moting.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários