Grêmio x Atlético-MG
Divulgação/Atlético-MG
Grêmio x Atlético-MG

Fim da linha para o Grêmio: após 17 anos, o Imortal está de volta à segunda divisão. A vitória por 4 a 3 sobre o Atlético-MG, nesta quinta-feira (9), não foi o suficiente para livrar os gaúchos do rebaixamento, que precisavam de combinações de resultados para se livrar. Com o tropeço para o Fortaleza, o Bahia também decretou sua queda. As equipes se juntam a Sport e Chapecoense, já rebaixados no campeonato.


Essa foi a terceira queda do Imortal para a Série B - a primeira foi em 1991, ano que marcou o primeiro rebaixamento de um grande time do futebol brasileiro. O segundo rebaixamento foi em 2004, já na era dos pontos corridos, e a equipe gaúcha terminou a competição na última colocação.

O Imortal se junta América-RN, Athletico Paranaense, Bahia, CSA, Figueirense, Guarani, Joinville, Náutico, Paraná, Paysandu, Ponte Preta, Portuguesa e Botafogo com três rebaixamentos.

O Grêmio viveu todo o Campeonato Brasileiro no Z-4, sendo apenas a 1ª rodada como exceção, quando perdeu para o Ceará e ficou em 14º. Em seis oportunidades o Tricolor Gaúcho precisou apenas vencer seu oponente para pular fora do Z-4, mas fracassou em todas.

Em 2021, o Grêmio somou mais de um turno com partidas perdidos, seu recorde de maior número de derrotas em uma única edição do Campeonato Brasileiro.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários