Danilo foi titular na final entre Palmeiras x Flamengo da Libertadores
Reprodução/Palmeiras e Instagram
Danilo foi titular na final entre Palmeiras x Flamengo da Libertadores

Campeão da Copa Libertadores da América no último sábado (27) com o Palmeiras, o volante Danilo não escondeu a emoção ao ver seu nome entre os 11 que iniciariam a final contra o Flamengo.

"A emoção foi a mesma da primeira (conquista da Libertadores sobre o Santos). Quando vi fiquei muito feliz, e falei que iria dar o meu máximo para ganhar esse título", disse o jogador.

Em entrevista exclusiva ao iG Esporte, o jovem de 20 anos, bicampeão da competição continental pelo Verdão e titular em ambas as finais, revelou o papel fundamental do técnico Abel Ferreira no seu crescimento pessoal e das outras ‘crias’ da base Alviverde.

"Sou suspeito pra falar, a gente se dá tão bem, não só comigo e os meninos, mas com todos que trabalham no Palmeiras, comissão técnica, é maravilhoso. Depois que o Abel chegou, nós tivemos mais oportunidades, com o Luxa já estávamos recebendo, depois o 'cebolismo' e agora com ele. Cada um teve o seu momento no time, tanto na primeira Libertadores, Copa do Brasil e agora na segunda, então todos aproveitaram da melhor forma", afirmou Danilo (veja fotos na galeria abaixo).


Relação com Felipe Melo

Atletas da mesma posição, Felipe Melo e Danilo dividiram o protagonismo em momentos importantes do time na temporada. Mais experiente, o 'pitbull' Alviverde exerce um papel de liderança no elenco, fator que Danilo considera muito importante, e aproveita para pegar os conselhos que o companheiro passa.

"Ele é 'tranquilão', na dele, quando é campeão ele extravasa e brinca. Mas ele sempre dá instruções, principalmente no jogo contra o Atlético-MG, estava falando comigo direto no campo. Na final também, ele me disse para tomar cuidado com os jogadores que flutuavam para não deixar eles jogarem nas costas, se não seria ruim para marcar, então ele sempre passa instruções, não só para mim, mas como para todos os ‘crias’".

Brincadeiras com a falta de 'Copinha'

Leia Também

Leia Também

Há menos de dois anos, Danilo estava disputando a tradicional Copa São Paulo de Futebol Júnior. O jovem sabe da importância da competição, mas cita os títulos conquistados como sinal de ‘sucesso’ da base palmeirense.

Leia Também

Leia Também

Leia Também

"Sabemos da importância da copinha para todos os jogadores da base. Sempre falam que o Palmeiras não tem copinha, mas nós (crias da base) temos duas Libertadores. Quantos jogadores você já viu por aí que tem copinha e nunca ganhou Libertadores? Não ganhamos uma, mas tem atletas por aí que há muito tempo vem rodando e ainda não tem uma Libertadores. Então eu deixo que eles zoem lá enquanto vou atrás de outro título".

Palmeiras x Chelsea no Mundial?

O Palmeiras garantiu a classificação para o Mundial de Clubes, que será disputado do dia 3 a 12 de fevereiro de 2022, nos Emirados Árabes Unidos. A possibilidade de enfrentar o Chelsea em uma eventual final é cogitada por Danilo, mas o volante prefere manter os pés no chão e o foco no adversário da semifinal, que será o Al Ahly, do Egito, ou Monterrey, do México.

"Todos nós sonhamos em chegar na final contra o Chelsea, mas é aquilo, um time que está disputando uma vaga na semifinal (Al-Ahly) ganhou de nós na decisão de 3º lugar, então sabemos que quem passar vai ser um jogo difícil, porque já aconteceu neste ano. É entrar focado como jogamos contra o Flamengo para primeiro passar da semi e aí sim pensar na final, porque se pensarmos na final primeiro e não jogarmos a semi, vamos acabar voltando (risos)".

Seleção brasileira e 'sonho' europeu

Danilo não esconde o sonho de um dia vestir a camisa da seleção brasileira e atuar por um gigante europeu. As boas atuações na temporada seguramente colocam o volante no radar da comissão técnica do Brasil, mas ele afirma que os frutos serão colhidos em breve se continuar focado no seu trabalho diário, no Palmeiras.

"O sonho é de todo o brasileiro que joga futebol, todos querem passar pela seleção não importa se seja amistoso, quer passar de qualquer jeito e trabalha para isso. Mas já tinha dito para os meus empresários antes da final contra o Santos que eu ia trabalhar e jogar meu melhor futebol para tentar não só ir para Europa, mas sim uma Copa do Mundo e poder vestir a amarelinha. Acabei indo para a Seleção Sub-20 ainda, e sempre brincava com eles falando que uma hora ia chegar na principal. Deus vai me abençoar, estou trabalhando dia após dia para conseguir chegar lá".

"Sempre pensei em jogar em grandes times europeus, mas preciso continuar fazendo um grande trabalho no Palmeiras assim como venho fazendo, jogando bem, que é a mesma coisa da Seleção, uma hora virá a oportunidade e vai dar tudo certo. Será mais um sonho realizado".

Veja a entrevista completa abaixo:


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários