Corinthians
Divulgação
Corinthians

Um dos atacantes do Corinthians no início dos anos 2000, Alberto 'Betito' Acosta (veja galeria de fotos abaixo) , em entrevista exclusiva ao iG Esporte, na última quinta-feira (18), citou casos de jogadores que fumavam no elenco do clube paulista.

Após ser questionado por um episódio de Ronaldo Fenômeno, o uruguaio, de 44 anos, acabou colocando em jogo que outros jogadores praticavam a ação antes e depois das partidas.

"Um monte (fumando). Não vou citar os nomes pois vai ficar feio. Ronaldo pode, é diferenciado. Podia chegar atrasado, fazer o que quiser. Chegava final de semana ele decidia", revelou.

"No meio do futebol é normal. Vou te falar, em quase todos os times que passei no Brasil e no Uruguai, 30% dos jogadores fumam. Então é normal. Tem muita coisa no vestiário que ninguém conta", concluiu.

Leia Também

Com a camisa do Corinthians, Acosta marcou nove gols em 39 partidas disputadas, conquistando o título da Série B pela equipe.

Confira a entrevista completa


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários