Bragantino x Flamengo
Foto: Alexandre Vidal / Flamengo
Bragantino x Flamengo

Os times de Maurício Barbieri e Renato Gaúcho disputaram um bom jogo, de poucas faltas e boas alternativas, mas os técnicos não saíram satisfeitos com o empate em 1 a 1 entre Red Bull BragantinoFlamengo  nesta quarta-feira, no Nabi Abi Chedid. Os destaques ficaram por conta dos belos gols de Pedro, que abriu o placar após passe de Vitinho, e Artur, que descontou com um chutaço.

(Veja abaixo galeria de fotos do jogo)


A frustação no lado do Flamengo fica por conta de, além de ter saído na frente, ter visto o Atlético-MG empatar com a Chapecoense nesta rodada. Assim, segue a 11 pontos do líder, tendo dois jogos a menos. O Bragantino, por sua vez, segue sem conseguir vencer no Brasileirão. Já são seis rodadas de jejum, que levou o Massa Bruta a cair para a sexta posição.

BRAGA 'ESBARRA' NO MEIO DE CAMPO RIVAL
Com oito baixas entre convocados e lesionados, o Flamengo entrou em campo com apenas quatro de seus titulares. Diante de tantas mudanças, o destaque ficou pelo posicionamento de Andreas Pereira, mais próximo de Pedro, e o reforço no meio de campo com a entrada de Thiago Maia. Assim, a equipe de Renato evitou que o Bragantino chegasse próxima à área, restando ao time de Barbieri apostar nos confrontos de Ytalo e Artur com Renê, pelo lado direito.

De todo modo, os goleiros pouco trabalharam antes do intervalo. As ameaças para Gabriel Batista foram os escanteios: seis para o Braga na primeira etapa.

Leia Também

VITINHO SERVE PEDRO, QUE NÃO PERDOA NA SEGUNDA!
Por outro lado, Cleiton foi pressionado com a bola nos pés, mas também foi pouco exigido até os 30 minutos, quando o Flamengo passou a ter mais a posse de bola no campo ofensivo. Se Andreas não se encontrou mais à frente, Vitinho deu início os lances de maior perigo. Os dois terminaram com Pedro.

Aos 35, o camisa 11 encontrou ótimo passe para Matheuzinho, que foi à linha de fundo e tocou para trás. O passe cruzou a pequena área, passando por Pedro, que não finalizou. Aos 38, Vitinho roubou a bola de Cuello, avançou e serviu o centroavante. Dessa vez, o chute cruzado terminou na rede: 1 a 0.

FLAMENGO ERRA, BRAGA CRESCE, E ARTUR MARCA GOLAÇO!
A proteção à entrada da área do Fla deixou de ser efetiva na volta do intervalo. Houve méritos na equipe mandante, com maior movimentação, mas os erros e a desatenção do time de Renato ajudaram. Antes do empate, uma saída de bola ruim, com Thiago Maia, e um bote errado de Léo Pereira em Praxedes, já haviam quase custado caro. Na segunda, Gabriel Batista evitou o gol de Ytalo.

Nem um minuto depois, o Flamengo voltou a sair mal, com Matheuzinho, e Léo Pereira errou na perseguição de Artur. O camisa 7 do Bragantino fez um golaço: finalização forte, de canhota, no ângulo, sem chances para o goleiro rival: 1 a 1.

A partir do empate, aos 13 minutos, Bragantino e Flamengo alternaram momentos em que levaram maior perigo. Contudo, o cenário da etapa inicial se repetiu, com poucos chutes a gol. Pelo Rubro-Negro, a melhor foi de Pedro, por cima da meta. Pelo Massa Bruta, a cabeçada de Praxedes e a finalização de Cuello também não tiveram direção. Assim, o empate persistiu até o apito final.

As entradas de Kenedy e Michael, no Flamengo, e Helinho, no Bragantino, deram novo gás aos ataques, mas não mudaram o cenário.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários