Corinthians vence o Bahia na Neo Química Arena
Rodrigo Coca / Ag. Corinthians
Corinthians vence o Bahia na Neo Química Arena

No jogo que marcou o retorno da torcida à Neo Química Arena, após quase 20 meses de arquibancadas vazias por causa da pandemia do novo coronavírus, o Corinthians chegou a tomar um susto no primeiro tempo, mas contou com o apoio da Fiel para vencer o Bahia por 3 a 1, de virada, na noite desta terça-feira, pela 24ª rodada do Brasileirão-2021. O resultado fez a equipe subir para a quarta posição da competição, com 37 pontos.

PRIMEIRO TEMPO ANIMADO NA ARENA
Pela primeira vez atuando com o apoio de seus torcedores desde o distante 26 de fevereiro do ano passado, quando empatou por 1 a 1 com o Santo André pelo Campeonato Paulista, o Corinthians contou com todos os seus principais novos reforços em campo. Willian, Renato Augusto, Róger Guedes e Giuliano foram escalados pelo técnico Sylvinho, para a alegria da animada Fiel, que não aguentava mais acompanhar apenas pela TV as partidas do Alvinegro.

A equipe, porém, acabou tendo Lucas Piton como novidade na lateral esquerda. Poupado pela sequência de jogos que vinha fazendo, Fábio Santos ficou como opção no banco de reservas e deu lugar ao companheiro, que não atuava pelo time desde o dia 27 de junho, quando participou do empate por 1 a 1 com o Fluminense, em São Januário, pela sétima rodada do Brasileirão.

E com a Fiel nas arquibancadas, o Corinthians tratou de tentar ir para cima do Bahia desde o início e, com apenas 12 minutos de jogo, já havia finalizado ao gol adversário por cinco vezes.

Nas duas primeiras investidas ofensivas, João Victor cabeceou por cima de Mateus Claus após cruzamento de Fagner e depois Willian foi travado por Gustavo Henrique ao tentar o seu primeiro arremate no confronto. Em seguida, Cantillo arriscou em chute de longe, por cima do gol, e Róger Guedes testou o goleiro adversário em finalização que acabou sendo fraca.

Depois de segurar a pressão inicial corintiana, o Bahia conseguiu diminuir um pouco a empolgação da Fiel ao equilibrar as ações nos minutos seguintes e impedir a articulação das jogadas alvinegras. Aos 21 minutos, porém, a defesa baiana não conseguiu impedir que os donos da casa voltassem a aparecer com perigo no ataque, com Renato Augusto completando mal uma bola cruzada por Gabriel Pereira.

REVISÃO DO VAR E GOL DO BAHIA

O Bahia, que pouco criava e aos 23 minutos contabilizava apenas 36% de posse de bola, acabou surpreendendo ao achar o seu gol após uma jogada que parecia despretensiosa. Após cruzamento da esquerda, Gil afastou o perigo de cabeça. Porém, Gilberto, que estava atrás do zagueiro e no caminho da bola, foi puxado por Piton dentro da área.

E após reclamações do atacante do Bahia, o árbitro Denis Serafim revisou a jogada por meio do VAR e apontou a penalidade. E o mesmo Gilberto foi para a cobrança e bateu no canto esquerdo de Cássio, que caiu para o outro lado: 1 a 0 Bahia.

FIEL NÃO DESANIMA E CORINTHIANS EMPATA

Justificando o próprio apelido, a Fiel torcida não desanimou após o gol do Bahia e soltou o grito de "Todo Poderoso Timão" para manter a equipe alvinegra empolgada em campo para buscar o empate.

Róger Guedes chegou a assustar Mateus Claus em cobrança de falta que desviou na barreira e passou por cima do gol. E a igualdade no placar acabaria saindo justamente por meio de um lance de bola parada: outra penalidade.

No finalzinho da etapa inicial, Willian foi acionado pelo lado direito do ataque e deu passe no meio para Giuliano, que finalizou e foi travado por Lucas Araújo. Porém, o jogador do Bahia, que já tinha cartão amarelo, usou o braço para frear a bola. O juiz não só assinalou o pênalti como expulsou o atleta da equipe baiana, que foi excluído de campo por levar o segundo amarelo.

Leia Também

E no lance final do primeiro tempo, aos 49 minutos, Róger Guedes cobrou com tranquilidade no canto direito de Mateus Claus, que pulou para o outro canto. Foi, assim, o primeiro gol do novo reforço diante da Fiel.

SEGUNDO TEMPO SEM WILLIAN, MAS COM VIRADA CORINTIANA

O Corinthians voltou para o segundo tempo com Jô no lugar de Willian, que acabou sendo substituído por Sylvinho por causa de uma sobrecarga muscular. O fato fez a cria do Terrão alvinegro reencontrar a torcida corintiana com uma atuação discreta, em um reencontro com a Fiel 14 anos após ter deixado o clube.

Com um homem a mais em campo, o Corinthians passou a tomar conta do jogo e não demorou a virar o placar. Aos 6 minutos, Fagner bateu falta pela direita, Cantillo recebeu pelo lado direito da grande área e desviou de cabeça para acertar o canto contrário de Mateus Claus, surpreendido no lance.

E se Willian não marcou no reencontro com a Fiel, outra célebre prata da casa formada no Corinthians, Jô, ampliou a vantagem corintiana para 3 a 1 em um lance de oportunismo. Pouco depois de Giuliano e Gabriel Pereira quase marcarem em uma jogada que obrigou Mateus Claus a praticar duas defesas, o atacante aproveitou um rebote dado pelo goleiro após nova finalização de Gabriel para completar para as redes, aos 23 minutos.

A arbitragem chegou a anular o gol ao apontar impedimento. Porém, após revisão do lance por meio da arbitragem de vídeo, o tento foi confirmado e deixou o Corinthians em uma situação ainda mais confortável em sua arena.

SYLVINHO POUPA TIME E RODA A EQUIPE

Com a sua equipe com um homem a mais em campo diante de um Bahia com um repertório muito limitado para reagir, Sylvinho pôde se dar ao luxo de poupar jogadores na segunda metade da etapa final e deu rodagem a outros que estavam no banco de reservas.

Cantillo, Renato Augusto, Gabriel Pereira e Róger Guedes foram sacados de campo e Gabriel, Luan, Gustavo Mosquito e Adson ganharam um tempinho para mostrar algum serviço.

Pelo lado do Bahia, o técnico Diego Dabove também promoveu mudanças, mas de nada as mesmas adiantaram para mudar o panorama do jogo, pois a equipe da casa seguiu muito mais próxima de marcar mais gols do que os visitantes descontarem o placar.

O resultado fez o Corinthians ampliar a sua invencibilidade para dez jogos (cinco vitórias e cinco empates no período) - não perde uma partida desde o dia 1º de agosto, quando foi derrotado pelo Flamengo por 3 a 1.

SEQUÊNCIA
O próximo jogo do Corinthians no Brasileirão será no sábado, contra o Sport, em Recife, enquanto o Bahia, que segue encabeçando a zona de rebaixamento, com 23 pontos, terá pela frente o Athletico-PR, também no sábado, em Curitiba.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários