Renato Augusto
Foto: Rodrigo Coca/Corinthians
Renato Augusto

Em participação no podcast "Hoje Sim", do jornalista Cleber Machado, o meia Renato Augusto (veja galeria abaixo), do Corinthians, comentou um pouco sobre seu retorno ao futebol brasileiro e também acerca de uma "polêmica" de que os jogadores de alto nível só voltam ao Brasil quando não têm mercado fora.

"Achei que não ia passar dos 28 anos, estou com 33 e me sentindo bem. É um exagero falar que só volta quando não tem mercado. Eu tinha proposta da Europa, do PSV (Eindhoven), da Holanda. Mas queria voltar para o Brasil, vir para o Corinthians", afirmou Renato.

O clube holandês participou desta edição da Champions League, porém, foi eliminado pelo Benfica nas etapas que precedem a fase de grupos da competição.


Renato Augusto justificou sua opinião e exemplificou citando nomes de peso que recentemente voltaram ao futebol brasileiro.

"O Andreas Pereira, do Flamengo, tem mercado, Willian também. Hulk, do Atlético-MG, tinha propostas da Europa também. Preferiu vir para perto da família. E os clubes aqui se profissionalizaram mais, têm muita estrutura. O Corinthians não deve nada para ninguém, tem estrutura que times da Europa não têm. Também tem a questão da família... É natural voltar", completou o jogador.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários