Comentaristas de arbitragem de SBT e ESPN processam empresa de serviços de telecomunicações
Divulgação/CBF
Comentaristas de arbitragem de SBT e ESPN processam empresa de serviços de telecomunicações

As ex-árbitras Nadine Bastos e Renata Ruel estão processando a provedora de TV por assinatura Sky por "exploração e utilização indevida de imagens". De acordo com o portal UOL, as comentaristas de arbitragem do SBT e dos canais Disney, respectivamente, alegam que a empresa utilizou suas imagens apitando jogos do Brasileirão e do Paulista em anúncios.

Nadine Bastos pediu R$ 280 mil por uso indevido de sua imagem entre 2012 e 2018, mais danos materiais, juros e correções. A comentarista do SBT entrou com o processo em 2019 na justiça de São Paulo. Ela, contudo, teve uma derrota em primeira instância, onde seu caso foi julgado "improcedente" e a juíza considerou que a imagem de Nadine (veja na galeria abaixo fotos) não foi exposta.


Na segunda instância, Nadine Bastos teve uma decisão favorável à sua causa, recebendo voto positivo para que fosse indenizada em R$ 5 mil por partida que utilizou a marca da Sky no uniforme.

Renata Ruel também trava o mesmo processo na justiça de São Paulo, pedindo R$ 20 mil por danos morais. A comentarista dos canais Disney afirma que foi utilizada como "garota-propaganda" da Sky durante a transmissão dos jogos que apitou.

A CBF entrou na ação de Nadine Bastos por ser patrocinada pela Sky e afirmou que a opção estava prevista em contrato e foi aceita pela provedora. A empresa pediu, no entanto, que a companhia de marketing esportivo Klefer fosse incluída no processo no lugar da Confederação.

A Sky alega que a CBF cedeu os direitos de negociação de espaço à Klefer, que firmou os contratos de marketing com a provedora de TV por assinatura.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários