Presença de público não será permitida em Belo Horizonte
Reprodução/Instagram
Presença de público não será permitida em Belo Horizonte

Apenas após dois jogos, sem que fossem respeitados os protocolos sanitários contra a Covid-19, a prefeitura de Belo Horizonte voltou a proibir público nos estádios. Em entrevista coletiva nesta segunda-feira, o prefeito da capital mineira, Alexandre Kalil, explicou os motivos da decisão.


Você viu?

"Se não conseguiram numerar as cadeiras, se o Minas Arena não estava preparado e colocou site pra vender ingresso do dia do jogo, se o torcedor não usa a máscara, se aglomera em bar, enfim. Hoje foi até divulgado pela imprensa que obviamente não tinham dezesseis mil pessoas no Mineirão e quem conhece o futebol e, modéstia à parte eu conheço, não tinha mesmo. O Brasil todo assistiu, foi matéria nacional, foi colocado como um verdadeiro escândalo nacional, mas não vamos culpar ninguém", disse Kalil.

(Confira abaixo galeria de fotos das torcidas de alguns clubes brasileiros)


O prefeito referiu-se ao duelo Atlético-MG x River Plate, pela Libertadores, primeiro jogo a receber público em Belo Horizonte durante a pandemia. E as imagens do Mineirão repercutiram negativamente. O outro jogo foi Cruzeiro x Confiança, pela Série B, no mesmo estádio. Kalil ainda afirmou que a decisão é temporária.

"Gostaria de esclarecer também que isso não é uma atitude ad aeternum, isso é uma atitude que nós tentamos antes do Brasil todo colocar, com a boa fé de aproveitar a boa fase, a fase espetacular do Atlético e a recuperação do Cruzeiro e do América", explicou.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários