Fluminense x Atlético-MG
LUCAS MERÇON / FLUMINENSE F.C.
Fluminense x Atlético-MG

Não foi uma estreia como Marcão esperava, e o Fluminense ficou no empate com gosto de derrota em São Januário diante do Atlético-MG. O Tricolor abriu o placar ainda no primeiro tempo, de pênalti, com Fred, que atingiu importante marca no Campeonato Brasileiro. Na segunda etapa, o Flu teve a chance de ampliar e encaminhar a vitória, mas Gabriel Teixeira desperdiçou e viu, no lance seguinte, o Galo empatar com Sasha.

(Veja abaixo galeria de fotos do jogo)


O Atlético-MG teve a posse de bola no primeiro e por pouco não abriu o placar com Eduardo Vargas, que colocou uma bola na trave aos 12 minutos. Muito bem postado e forte na marcação, o Fluminense esperou as oportunidades, explorava o contra-ataque e quase marcou com chute de fora da área de Martinelli, que parou em grande defesa do goleiro Everson.

Na jogada seguinte, Hulk deixou o braço em Luccas Claro na área e a arbitragem marcou pênalti, aos 39 minutos. Fred deslocou o goleiro, abriu o placar para o Fluminense e entrou para a história. O atacante chegou a 154 gols em Brasileiros e se igualou a Romário como segundo maior artilheiro da história da competição. Após a bola na rede, o Galo seguiu insistindo no campo adversário, mas não conseguiu furar o bloqueio tricolor e, quando passou pelo ferrolho do time carioca, parou na trave. Guga cruzou pelo lado direito, Egídio desviou, e a bola enganou Marcos Felipe e bateu no travessão.

Na segunda etapa, o jogo começou movimentado, como terminou a etapa inicial. O Atlétco-MG era quem tentava mandar no jogo e tinha a maior posse de bola. O primeiro lance de perigo foi aos 12 minutos. Hulk cobrou a falta com curva e passou muito perto da meta de Marcos Felipe.

Você viu?

O Galo manteve a postura ofensiva e, aos 15, chegou com perigo novamente. Savarino chutou de fora da área no meio do gol, e Marcos Felipe conseguiu fazer a defesa com tranquilidade. O time mineiro estava gostando do jogo e, aos 18, novamente parou na trave. Após cobrança de falta de Nacho na área, Nathan Silva se antecipou e tirou o goleiro tricolor da jogada. Hulk se esforçou e chutou sem ângulo. A bola explodiu na trave.

O gol do Galo começava a amadurecer. Aos 21, Júnior Alonso soltou uma bomba do meio da rua, mas parou em Marcos Felipe, que faz a defesa! No minuto seguinte, Hulk recebeu de Vargas no lado esquerdo da área, chutou caindo e obrigou o goleiro Marcos Felipe a fazer grande defesa!

O Atlético-MG amassava o Fluminense e, aos 26, novamente ficou no quase. Após boa troca de passes, Savarino cruzou pelo lado direito. Vargas subiu sozinho, cabeceou e mandou por cima do gol, desperdiçando uma chance incrível. Aos 30, o Tricolor chegou com perigo pela primeira vez na segunda etapa. Egídio lançou Abel Hernández na área, o atacante girou em cima da marcação e chutou para fora.

Como o Atlético-MG foi para o tudo ou nada, o Fluminense encontrava espaços no setor defensivo do time mineiro com facilidade. E, aos 39, Gabriel Teixeira jogou para fora a chance de encaminhar a vitória. Nonato tocou para Lucca no lado direito, que cruzou na área e encontrou Gabriel Teixeira livre, sem marcação. O jogador tricolor chutou de primeira, de frente para o gol, e isolou a bola! Inacreditável.

Como quem não faz leva, o Fluminense levou. Aos 38, Nathan lançou Eduardo Sasha na área. O atacante chutou, a bola bateu na trave e entrou, deixando tudo igual no placar. Depois, o Galo foi para cima do Tricolor, buscando a virada, mas não conseguiu, e o jogo ficou no 1 a 1 mesmo.

Com o resultado, o Fluminense fica na 16ª posição, com 18 pontos, próximo da zona de rebaixamento. O primeiro do Z4 é Grêmio, que está com 16. O próximo jogo é apenas no dia 30, diante do Bahia, às 19h, ainda com local a definir.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários