São Paulo
Instagram
São Paulo


O São Paulo venceu o Vasco por 2 a 0, na noite desta quarta-feira (28), no Morumbi, e largou com vantagem nas oitavas de final da Copa do Brasil. Os atacantes Rigoni e Pablo fizeram os gols da vitória do Tricolor.

Agora, o São Paulo pode até perder por um gol de diferença em São Januário na próxima quarta-feira (4), às 21h30. Já o Vasco precisa de uma vitória por três ou mais gols de diferença para se classificar. Um triunfo por dois gols do Cruzmaltino leva a decisão para a disputa de pênaltis.

SÃO PAULO COMEÇA MELHOR E ABRE O PLACAR
Buscando abrir uma vantagem cedo em casa, o São Paulo iniciou o jogo com mais ritmo no ataque e buscando marcar logo no começo. Logo no primeiro minuto de jogo, Reinaldo lançou Rigoni com perfeição. O argentino tocou na bola, mas ela escapou e passou pertinho do gol de Vanderlei. O mesmo Rigoni quase marcou aos sete, mas não conseguiu dominar na área.

O Vasco assustou na sequência com Léo Jabá, que alertou o goleiro Volpi em chute de fora da área. No entanto, com 13 minutos, o São Paulo abriu o placar. Benítez fez longo lançamento para Rigoni, que matou a bola perto da área, cortou Castán e mandou rasteiro, cruzado, no canto de Vanderlei.

VASCO MELHORA E EQUILIBRA A PARTIDA ANTES DO INTERVALO
Enquanto o jogo acontecia, a equipe carioca conseguiu ter mais volume de jogo e quase empatou com 16 minutos. Bruno Gomes bateu de fora da área, Volpi deu o rebote, Léo Jabá se atirou, mas não conseguiu alcançar a bola.

Já o São Paulo chegou com perigo em lances de Miranda, que Vanderlei defendeu e com Benítez, que bateu de fora da área. A bola passou ao lado da meta vascaína.

Antes do final do primeiro tempo, Jabá fez boa jogada pela direita e cruzou. Cano dominou, limpou a marcação, mas caiu. Na sobra, Marquinhos Gabriel finalizou de fora da área, mas Volpi defendeu. Ainda deu tempo de Arboleda sair machucado antes do intervalo no Morumbi.

ETAPA FINAL COMEÇA COM CHANCES PARA AS DUAS EQUIPES
Buscando empatar a partida, o Vasco começou com maior presença no ataque e assustou logo com um minuto. Cano invadiu a área e bateu, mas Léo cortou. Bruno Gomes pegou o rebote e soltou a bomba, mas por cima do gol de Volpi. Logo depois, Cano fez boa jogada no ataque do Vasco, tabelou com Galarza, deixou Léo para trás e bateu forte, cruzado, mas a bola foi para fora.

O São Paulo criou chance novamente com a dupla Benitez e Rigoni. Benítez toca de primeira para Rigoni, que ajeitou e bateu rasteiro. A bola tocou na trave direita de Vanderlei e foi para fora. Pablo também teve oportunidade de marcar e Vanderlei fez boa defesa.

PABLO APARECE E MARCA O SEGUNDO DO SÃO PAULO
A partida caiu de produção na segunda etapa. O Vasco tinha dificuldades de construir as jogadas, mesmo problema do São Paulo, que tinha a estratégia de ficar mais com a bola. Com uma marcação apertada, a bola parada poderia ser um caminho. E foi por aí que o Tricolor aumentou o placar.

Com 33 minutos, Reinaldo bateu escanteio na primeira trave, Pablo se adiantou ao zagueiro e cabeceou no canto direito de Vanderlei para ampliar.

No último lance do jogo, aos 48 minutos, Vanderlei salvou o Vasco em chute rasteiro de Marquinhos. Fim de partida no Morumbi e vantagem do São Paulo nas oitavas de final da Copa do Brasil.

Agora, as equipes tem clássicos pela frente. O São Paulo enfrenta o Palmeiras, no próximo sábado (31), às 18h, no Morumbi. Enquanto isso, o Vasco pega o Botafogo, no mesmo dia, às 21h, no Engenhão.

SÃO PAULO 2 X 0 VASCO
Local:
Estádio do Morumbi
Data e horário: 28 de julho de 2021, às 21h30
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (GO)
Assistentes: Fabricio Vilarinho da Silva (GO) e Bruno Raphael Pires (GO)
VAR: Elmo Alves Resende Cunha (GO)
Cartões Amarelos:
Cartões Vermelhos:
Gols:
Rigoni (13'/1ºT) (1-0), Pablo (33'/2ºT) (2-0)

SÃO PAULO
Volpi, Arboleda (Bruno Alves, aos 44'/1ºT), Miranda e Léo; Orejuela, Rodrigo Nestor (Liziero, aos 32'/2ºT), Benítez (Talles, aos 32'/2ºT), Igor Gomes (Gabriel Sara, aos 16'/2ºT) e Reinaldo; Rigoni (Marquinhos, aos 16'/2ºT) e Pablo. Técnico: Hernán Crespo

VASCO
Vanderlei; Léo Matos, Ernando, Leandro Castán e Zeca; Bruno Gomes, Galarza (Arthur, aos 25'/2ºT) e Marquinhos Gabriel (Sarrafiore, aos 38'/2ºT); Léo Jabá (Morato, aos 38'/2ºT), Gabriel Pec (Andrey, Intervalo) e Cano. Técnico: Lisca

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários