Palmeiras vence o clássico contra o Santos
Reprodução/Twitter
Palmeiras vence o clássico contra o Santos

No clássico paulista válido pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro 2021, o Palmeiras venceu o Santos no Allianz Parque, por 3 a 2. Gustavo Gómez, Breno Lopes e Willian fizeram para os mandantes, enquanto Carlos Sánchez e Marinho descontaram para os visitantes.

(Veja na galeria abaixo fotos do confronto)


Com a vitória, o Verdão alcança os 25 pontos no Brasileirão, mantendo a liderança. O Peixe permanece com 15 pontos, na sétima posição

Na próxima rodada, os comandados de Abel Ferreira visitam o Atlético-GO, domingo (18), às 16h. Mais tarde, às 20h30, a equipe de Fernando Diniz mede forças com o Red Bull Bragantino.

COMEÇO ANIMADO

Logo nos primeiros minutos de jogos, ambas equipes conseguiram chegar com perigo. Primeiro Gustavo Scarpa testou João Paulo de fora da área. No lance seguinte, após cobrança curta de escanteio, o camisa 14 cruzou para Deyverson abrir o placar, mas o atacante estava em posição de impedimento.

Aos  4 minutos, foi a vez do Santos responder. Moraes avançou pela esquerda e, com pouco ângulo, chutou no canto, mas Jaílson fez a defesa com tranquilidade.

BOBEOU E O VERDÃO FEZ DOIS

A equipe da casa usou uma de suas forças para abrir o placar. Scarpa bateu escanteio no segundo pau, João Paulo não saiu bem e Gustavo Gómez abriu o placar no Allianz Parque.

Três minutos depois, Raphael Veiga aproveitou casquinha de Deyverson e lançou Breno Lopes. O atacante chutou cruzado e ampliou o placar.

O Peixe tentou uma reação com Marinho. O camisa 11 recebeu cruzamento de Gabriel Pirani e mandou de cabeça, e a bola foi ao lado do gol de Jaílson.

MUDANÇAS NA SEGUNDA ETAPA

Após o intervalo, Fernando Diniz decidiu colocar Alisson e Carlos Sánchez em campo. Mesmo com as alterações, o Santos pouco ameaçava, enquanto o Palmeiras seguia criando as melhores chances.

Com 12 minutos da segunda, a equipe da casa ameaçou a meta de João Paulo três vezes, com Veiga, Zé Rafael e Deyverson.

SÁNCHEZ DESCONTA

Buscando o empate, o Peixe passou a ser mais ofensivo e conseguiu uma penalidade ao seu favor. Carlos Sánchez passou por Marcos Rocha, o uruguaio foi tocado dentro da área e Braulio da Silva Machado assinalou pênalti. O próprio camisa 7 bateu firme no meio e descontou.

Você viu?

Na sequência, Deyverson recebeu cruzamento rasteiro e sozinho, perdeu ótima chance de fazer o terceiro. Contudo, o atacante estava impedido.

WILLIAN DECISIVO

O Peixe pressiona nos dez minutos finais da partida, mas a defesa mais uma vez vacilou e o Palmeiras chegou ao terceiro. Marcos Rocha cruzou, Deyverson deu leve desvio e Willian completou para as redes. No primeiro momento, havia sido marcado impedimento, mas o VAR reverteu a decisão e validou o gol.

A cereja do bolo palmeirense veio aos 42 minutos. Dudu fez sua reestreia pelo Palmeiras, entrando no lugar de Deyverson.

MAIS UM PÊNALTI PARA O PEIXE

O Santos ainda conseguiu outro pênalti, aos 44 em lance envolvendo Marinho e Mayke. Dessa vez, foi o camisa 11 que bateu e converteu, mas os visitantes não conseguiram buscar o empate.

FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS 3 X 2 SANTOS
Data: 10 de Julho de 2021, quarta-feira
Horário: 16h30 (horário de Brasília)
Local: Allianz Parque, em São Paulo-SP
Árbitro: Braulio da Silva Machado - FIFA/SC
Assistentes: Kleber Lucio Gil - FIFA/SC e Thiaggo Americano Labes - AB/SC
VAR: Rodrigo Dalonso Ferreira - AB/SC, Alex dos Santos - AB/SC e Ednilson Corona - CBF/SP
Público/renda: Portões Fechados
Cartões amarelos: Jaílson (PAL); Jean Mota, Camacho, Fernando Diniz, Marinho e Kaiky (SAN)
Cartões vermelhos:
Gols: Gustavo Gómez (18'/1ºT) (1-0); Breno Lopes (23'/1ºT) (2-0); Carlos Sánchez (23'/2ºT) (2-1); Willian (38'/2ºT) (3-1) e Marinho (47'/2ºT) (3-2)

PALMEIRAS: Jailson; Marcos Rocha (Mayke, 42/2ºT), Gustavo Gómez, Felipe Melo e Matias Viña; Danilo, Patrick de Paula, Gustavo Scarpa (Patrick de Paula, 16/2ºT) e Raphael Veiga (Wesley, 16/2ºT); Breno Lopes (Willian, 30/2ºT) e Deyverson (Dudu, 42/2ºT). Técnico: Abel Ferreira

SANTOS: João Paulo; Pará (Madson, 14/2ºT), Danilo Boza (Alisson, 1/2ºT), Kaiky e Moraes; Camacho (Zanocelo, 32/2ºT), Jean Mota (Carlos Sánchez, 1/2ºT) e Gabriel Pirani; Marinho, Lucas Braga (Raniel, 32/2ºT) e Marcos Guilherme. Técnico: Fernando Diniz

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários