Rodrigo Caio
Divulgação
Rodrigo Caio

O zagueiro Rodrigo Caio, um dos destaques do Flamengo e com passagens pela Seleção brasileira e o São Paulo, revelou uma grande mágoa com o técnico Diego Aguirre, que recentemente assumiu o Internacional.

Em participação no programa “Coisa de Crente”, na plataforma NETFÉ.TV,  o atleta rubro-negro falou sobre a sua saída do São Paulo e a influência do treinador uruguaio nessa decisão.

“Era muito jovem quando estreei no São Paulo, tinha 17 anos. Infelizmente, não tive a oportunidade de ganhar títulos. Em 2018 eu tive uma lesão, duas semanas antes da Copa do Mundo. Estava na disputa com o Geromel e acabei não conseguindo ir, acredito muito pela questão da minha lesão. Depois desse momento eu acabei perdendo espaço no São Paulo, chegou um treinador que na minha visão não foi leal comigo da forma que eu gosto de ser com as pessoas. E ali foi o primeiro momento que eu senti que era hora de eu sair do São Paulo, senão eu acabaria com a minha carreira. Não era mais feliz e não estava me sentido bem. Comecei a ouvir propostas e a proposta do Flamengo me encheu os olhos” explicou ele, se referindo a Aguirre.

Ainda em entrevista, Rodrigo Caio apontou que torcia para o São Paulo, mas já escolheu o time do filho. “Sempre fui apaixonado por futebol. Eu torcia para o São Paulo, mas aprendi no futebol que depois que vira um atleta profissional você deixa isso de lado e perde essa questão de time, pois é sua profissão e você deixa de pensar com o coração. Meu filho vai ser flamenguista, com certeza”, apontou.

Ao longo da estreia, o atleta também revelou o sonho de jogar uma Copa do Mundo. “Quase fui para Copa do Mundo, mas tive uma lesão duas semanas antes e acabei não conseguindo realizar esse sonho que eu tenho comigo ainda. Espero que em 2022 eu tenha essa oportunidade. Acredito que todo jogador tem esse objetivo na sua mente. Disputar uma Copa Do Mundo com a camisa da Seleção”, concluiu.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários