Camisa 10 da Seleção Brasileira desmentiu ter interrompido Rogério Caboclo nos vestiários
Lance!
Camisa 10 da Seleção Brasileira desmentiu ter interrompido Rogério Caboclo nos vestiários

A polêmica relação entre atletas, comissão técnica e dirigentes da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) ganhou mais capítulo neste sábado (05). O atacante Neymar Jr. desmentiu a informação divulgada pela Fox Sports de que teria 'cortado' o presidente da CBF, Rogério Caboclo, em conversa que antecedeu o jogo da seleção contra o Equador pelas eliminatórias da Copa do Mundo, na sexta-feira (04). 

Segundo informações do portal, Caboclo teria ido ao vestiário do Brasil tentar falar com os jogadores antes do confronto com a seleção equatoriana. No entanto, segundo o jornalista Pedro Ivo Almeida, a ação gerou constrangimento e o presidente teria sido interrompido por Neymar, que disse " Valeu, valeu presidente, tá bom!".

O camisa 10, no entanto, negou a fala e criticou a emissora por ter publicado a informação. 

"Mentira, não falei nada disso. Bando de fofoqueiro idiota que quer criar polêmica!", disse o jogador do PSG, em uma publicação do canal nas redes sociais. 

Você viu?

Seleção divida

O anúncio da Copa América no Brasil sem consulta aos jogadores e comissão técnica , e denúncias de abuso sexual contra o presidente da CBF, Rogério Caboclo, foram estopim para a abertura de uma crise interna nos bastidores da seleção brasileira.

Atletas e o técnico Tite se mostraram, internamente, contrários a realização do evento no país, após a recusa de Argentina e Colômbia em receber o campeonato. O comandante canarinho e capitão da equipe no último jogo, Casemiro, prometeram se pronunciar na terça-feira (08) após a partida contra o Paraguai pelas eliminatórias da Copa do Mundo de 2022. 

Nos bastidores, há a possibilidade de Tite pedir demissão e a CBF abriu o caminho para a chegada de Renato Portaluppi, ex-técnico do Grêmio. Já atletas de renome, principalmente os que jogam na Europa, estariam dispostos a recusar a convocação para a competição. 

Caboclo ainda sofre com a pressão para se afastar da presidência da entidade, mas ainda pretende usar o cargo para se defender das acusações divulgadas nesta semana.

O próximo jogo do Brasil nas eliminatórias da Copa do Mundo de 2022 será nesta terça-feira (08) às 21h30, no estádio Defensores del Chaco, em Assunção. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários