Muricy Ramalho segue no São Paulo após procura da CBF
Reprodução / São Paulo
Muricy Ramalho segue no São Paulo após procura da CBF

O coordenador técnico do São Paulo, Muricy Ramalho, foi procurado pela CBF (Confederação Brasileira de Futebol), para integrar a comissão técnica da Seleção Brasileira, juntamente com o técnico Tite e o Coordenador Juninho Paulista.

A conversa aconteceu no final do Campeonato Brasileiro de 2020, quando o São Paulo terminou a competição na quarta colocação e Muricy havia começado o trabalho na diretoria do São Paulo, a convite do presidente Julio Casares. O mandatário do Tricolor confirmou a procura.

– O presidente da CBF, Rogério Caboclo, realmente convidou o Muricy para trabalhar na Seleção. Eu falei que não gostaria de abrir mão dele, que é um profissional sério, um patrimônio do São Paulo. E o Muricy não desejou largar esse projeto – afirmou Casares em entrevista à coluna da jornalista Monica Bergamo, na 'Folha de S. Paulo'.

Vale ressaltar que essa não foi a primeira vez que a CBF sondou Mury Ramalho para um cargo na Seleção. Em 2010, quando dirigia o Fluminense, ele foi chamado para dirigir a Canarinho, mas não aceitou.

Você viu?

Procurada pela reportagem do LANCE! , a CBF confirmou a conversa com Muricy e deu os motivos para que as negociações não evoluíssem. Apesar da recusa, a entidade fez questão de manter as portas abertas para Muricy.

VEJA A NOTA OFICIAL DA CBF

'A CBF confirma que, ao final do Campeonato Brasileiro, teve uma conversa inicial com o Coordenador Muricy Ramalho e o Presidente do São Paulo Futebol Clube, Julio Casares, sobre uma eventual possibilidade de o profissional integrar a Comissão Técnica da Seleção Brasileira. A consulta ocorreu em absoluta sintonia com a avaliação do Coordenador Juninho Paulista e do técnico Tite.

A despeito do orgulho demonstrado por Muricy pelo convite para participar da Seleção Nacional, seu compromisso com as atividades assumidas com o São Paulo, e a relevância demonstrada pelo presidente do clube em relação a uma potencial perda de seu profissional sensibilizaram a CBF.'

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários