Corinthians
Rodrigo Coca/Agência Corinthians
Corinthians


Com Sylvinho assistindo de camarote, o Corinthians goleou o River Plate-PAR por 4 a 0, nesta quarta-feira, na Neo Química Arena, em sua despedida da fase de grupos da Copa Sul-Americana. Já eliminado da competição, o Timão transformou o "amistoso de luxo" em um passeio com belos gols de Ramiro (duas vezes), Jô e Mateus Vital, além de boas atuações individuais e coletivas. Definitivamente, foi um ótimo cartão de visitas para o novo técnico corintiano.



Primeiro tempo de belos gols, bela atuação e Corinthians em vantagem

Logo no primeiro minuto de jogo, a novidade Adson mostrou que estava disposto a fazer a diferença e arriscou um chute de fora da área que passou perto do gol. Dali em diante, tanto o Alvinegro quanto o time paraguaio tiveram atuação tímida, até que aos 20 minutos, em uma bola que sobrou na área, Mateus Vital exigiu grande defesa do goleiro, que espalmou para longe. No lance seguinte, Vital cruzou para Jô, mas o atacante desviou para fora.

A partida melhorou até que o Corinthians conseguiu abrir o placar com Ramiro, que após cobrança de escanteio, aproveitou rebote na entrada da área e emendou um lindo chute, no ângulo do arqueiro adversário. Um golaço do volante. Não demorou muito e Araos tentou imitar o companheiro acertando o travessão em finalização colocada. Adson, com muita personalidade, também tentou fazer parte da festa, e obrigou o goleiro Serdán a fazer boa defesa.

Naquela altura o Timão já era melhor e não demorou muito para ampliar o marcador. Araos fez um belo lançamento para Bruno Méndez na ponta direita e o lateral improvisado arranjou um cruzamento preciso para Jô, de primeira, balançar a rede e marcar 2 a 0 para os donos da casa. Em seguida, o River conseguiu responder com uma finalização de longe de Montiel no travessão.

Três minutos depois, Contrera fez boa jogada individual em velocidade e passou fácil pela marcação para finalizar na trave de Cássio. No contra-ataque, em sincronia perfeita, Araos achou Adson, que arrancou pelo meio e deu linda assistência para Mateus Vital só colocar no canto do goleiro Serdán. 3 a 0 para o Alvinegro, mas quase teve mais. Adson e Vital, nos minutos finais da primeira etapa, arriscaram finalização colocada que passaram perto da trave paraguaia.

Domínio maior do Timão e espaço para mais um para fechar a goleada

Na volta para o segundo tempo, Fernando Lázaro trocou Cássio, que sentiu um incômodo, e Mateus Vital, por Matheus Donelli e Cantillo, respectivamente. Logo aos três minutos, cobrando falta, Araos bateu bem e exigiu boa defesa de Serdán, que dez minutos depois falharia de forma bizarra e lamentável.

Cantillo fez um lindo lançamento para Ramiro no lado direito do ataque e o camisa 8 viu o goleiro do time paraguaio errar de forma inacreditável o tempo da bola. com isso, teve tempo para dominar a bola e, por cobertura, fazer um belo gol, o segundo dele na partida e o quarto do Corinthians na goleada.

E tinha mais gente querendo participar do placar elástico. Vitinho, que entrou no lugar de Ramiro, arriscou cobrança de falta que passou perto do gol paraguaio. Pouco minutos depois, Bruno Méndez recebeu lançamento na área e tocou de cabeça para Jô, que acertou a trave de Serdán.

Já com o intuito de controlar mais o jogo, o Corinthians diminuiu a intensidade, mas ainda assim ficou perto de marcar mais um com Roni, que recuperou a bola e dentro da área achou espaço para arriscar um chute colocado, bem próximo do gol. O River Plate ainda tentou fazer o de honra, mas sem sucesso.

E agora?

Com a vitória, o Corinthians garantiu a segunda colocação no Grupo E e faturou 120 mil dólares (R$ 637 mil na cotação atual), já o River ficou na terceira posição e encerrou seu sonho de classificação. Agora o Timão fica na estreia do Campeonato Brasileiro, no próximo domingo, às 18h15, na Neo Química Arena, contra o Atlético-GO, que também marcará a estreia de Sylvinho, como técnico.

FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS 4 X 0 RIVER PLATE-PAR
Local:
Neo Química Arena, São Paulo (SP)
Data-Hora: 26/5/2021 - 21h30
Árbitro: José Argote (VEN)
Assistentes: Christian Lescano (EQU) e José Retamal (CHI)
Público/renda: Portões Fechados
Cartões amarelos: Vitinho (COR) Saldívar, Bogado, Garcete, Montiel e Contrera (RIV)
Cartões vermelhos: -
Gols: Ramiro (21'/1ºT) (1-0), Jô (28'/1ºT) (2-0), Mateus Vital (33'/1ºT) (3-0), Ramiro (13'/2º) (4-0)

CORINTHIANS: Cássio (Matheus Donelli, no intervalo); Bruno Méndez, João Victor, Raul Gustavo e Fábio Santos; Ramiro (Vitinho, aos 16'/2ºT), Roni e Araos (Gabriel Pereira, aos 33'/2ºT); Adson, Mateus Vital (Cantillo, no interval) e Jô (Cauê, aos 24'/2ºT). Técnico: Fernando Lázaro.

RIVER PLATE-PAR: Serdán; Saldívar, Garcete (Navarro, aos 40'/2ºT), Giménez e Montiel; Sosa, Quiñonez (Torales) e Contrera (Vera, aos 23'/2ºT), Sosa; Gaona (Bogado, aos 23'/2ºT), Otazú e Pérez (Caballero, aos 40'/2ºT). Técnico: Celso Ayala.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários